Política

Para Temer, segurança nacional é prioridade

A declaração do presidente Michel Temer foi feita na abertura da reunião do Núcleo de Infraestrutura, no Palácio do Planalto.

Por: Agência Brasil
Foto: Michel Temer

O presidente Michel Temer apresentou hoje (11), na abertura da reunião do Núcleo de Infraestrutura, no Palácio do Planalto, dados sobre os gastos com o setor de segurança pública. Segundo ele, os gastos da União com segurança “são importantes para revelar a distância entre o que se aplicava no passado e o que se aplica hoje”. De acordo com o presidente, o setor é questão de segurança nacional.

“Em 2014, a dotação inicial era de R$ 492 milhões, as despesas empenhadas foram de aproximadamente R$ 320 milhões, as liquidadas e pagas foram de R$ 51,2 milhões. Em 2015, o projeto inicial era de R$ 504 milhões, passou-se a ter uma dotação inicial de R$ 541 milhões, depois foram empenhados R$ 264 milhões, e as despesas pagas depois do empenho foram R$ 45 milhões”, disse Temer.

Ele acrescentou que em 2016 o projeto inicial da Lei Orçamentária Anual (LOA) era de R$ 596 milhões. “Nós atualizamos esse valor para R$ 2,612 bilhões, empenhamos R$ 1,483 bilhão e depois foram pagos R$ 1,172 bilhão. Isso foi no ano passado, muito antes dessa tragédia que se deu pelo menos em dois presídios do país. Tudo que é feito, é programado, planejado e executado. Por isso, o objetivo dessa reunião é evidenciar que agora, começando 2017, estamos planejando e vamos executar tudo responsavelmente”.

O presidente afirmou ainda que os dados apresentados “revelam, consolidam e comprovam” a preocupação da União com o fenômeno da segurança publica, porque ele envolve hoje a própria segurança nacional. “A União passou a se interessar muito mais sobre essa matéria porque essas organizações criminosas – PCC, Família do Norte – constituem-se quase uma regra de direito fora do Estado. Veja que eles têm até preceitos próprios, veja que, até quando fazem aquela pavorosa matança, o fazem baseado em códigos próprios. Então, essa é uma questão que ultrapassa os limites da segurança para preocupar a nação como um todo”.

Cirurgias por traumas sobem entre 40% e 60% no carnaval

No carnaval de 2016, por causa do bafômetro e da lei mais rigorosa, caiu de modo significativo o número de mortes nas rodovias federais.

Gabaritos do Enade 2016 já estão disponíveis

Na edição do ano passado, foram avaliadas as áreas de saúde, ciências agrárias e áreas afins

Selecionados do ProUni têm até hoje para comprovar dados

O estudante deve apresentar seus documentos originais e de integrantes da família, quando for o caso, na instituição para a qual foi selecionado

UFMA abre seletivo para processo de produção pedagógica

As inscrições devem ser feitas na Coordenação do Curso de Nutrição, até o dia 3 de março de 2017, das 8h às 12h e das 14h às 17h

Coral abre inscrições para novos integrantes

Somente pessoas maiores de 18 anos poderão participar do coral; a primeira reunião será no dia 21 de março deste ano

Abertas as inscrições para Colóquio de Mídia na Amazônia

As cidades amazônicas, hoje, elaboram novos processos de interação capazes de ampliar e dissolver fronteiras físicas e simbólicas.

Maranhão e Piauí discutem parcerias

Gestores consideram a troca de experiências e a integração importante porque os dois estados têm realidades muito parecidas

Internautas elegem Companhia da Picanha a que melhor serve churrasco

Durante oito dias de votação pouco mais de 2 mil internautas participaram. A escolha do estabelecimento foi feito em meio a sugestões de churrascarias e restaurantes da cidade

Saiba o que abre e fecha nos dias de folia

Durante o carnaval, você precisa ficar atento ao que abre e fecha nos dias de festa

Defensoria recomenda que Prefeitura não puna o Uber

DPE enviou recomendação para que a Prefeitura se abstenha de aplicar multa ou apreender veículos destinados ao aplicativo

Justiça proíbe o uso de paredões de som

A ideia é prevenir e combater a poluição sonora na cidade

Mega-Sena pode pagar R$ 25 milhões nesta quinta

O sorteio acontece às 20h (horário de Brasília). A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h 

VEJA MAIS