réveillon

Maioria dos imóveis já estão reservados para o réveillon

Fim do ano se aproxima, e a procura por casas de temporada aumenta na região metropolitana de São Luís.

Fim do ano se aproxima, e a procura por casas de temporada aumenta na região metropolitana de São Luís. Os lugares mais cobiçados são propriedades que comportem um número grande de pessoas e ofereçam as comodidades para comemorar a passagem de ano próximo à praia ou ainda em chácaras que garantam o espaço completo de lazer com piscina, churrasqueira, varanda ou terraço.

Acontece que, com menos de dois meses das festividades, a procura por esses imóveis pode ser um grande desafio porque a maioria já foi alugado com antecedência, a preços diferenciados dos anunciados para diárias de fim de semana e feriados.

Uma das casas de temporada, localizada na Praia do Meio, no Araçagi, com estrutura duplex e área com piscina, anunciada em sites de venda e aluguéis de imóveis, a diária é de R$ 390 em dias de semana e R$ 590 em fim de semana. Mas, para feriados e alta temporada, a cotação de preços se eleva. Para o réveillon, a mesma propriedade foi alugada ainda em junho por R$ 6.500 para o período de cinco dias.

Fabiano Laguna, proprietário do imóvel, que além de anunciar em sites especializados, também participa de um grupo de Casas de Aluguel e Temporada, afirma que nele todos os imóveis já foram alugados para o fim de ano.

“A casa tem um ótimo fluxo de aluguel o ano todo, mas só este ano já teve uma procura de mais de mil pessoas para o réveillon. Muita gente liga todos os dias. Meu imóvel foi alugado há cinco meses. Agora só tenho disponibilidade, este ano, para alguns dias da semana”, afirma o empresário e servidor público.

Fabiano explica que, para o ano-novo, existe uma demanda muito alta e o mesmo acontece com datas festivas como Natal e carnaval. “O réveillon é o filé mignon das casas de temporada. No ano passado, aluguei três casas, a minha e duas ao lado. E tinha mais de mil pessoas interessadas. Este ano, isso se repete com pessoas do Brasil inteiro procurando. É a data mais importante para o setor de hospedagem”, destaca.

Procura por imóvel

Para quem pretende reunir família e amigos em um espaço alugado para temporada aproveitando ainda este réveillon, é preciso ficar atento e considerar localização e preço diante das opções disponíveis. A maioria dos imóveis pesquisados já foi alugada para o fim de ano, então, a procura pode demandar tempo e custos mais elevados.

Os interessados que recentemente começaram a procurar casas para alugar com intuito de comemorar o fim de ano na região metropolitana de São Luís têm encontrado dificuldade porque, além da maioria estar reservada, as opções restantes ou não atendem à necessidade ou não cabem no orçamento.

Francisco Costa, motorista, de 27 anos, procura por uma casa de praia para família e amigos, para ficar de dois a três dias, que fique no eixo do Araçagi, Praia do Meio, Olho d’Água, Calhau e Litorânea, mas que tenha um preço razoável. Ele está disposto a pagar R$ 1.200 pelo pacote.

“Como já está perto, tem poucas opções, principalmente nas localizações que eu quero. Recebi algumas propostas, mas não me agradaram muito porque não eram tão perto da praia. Continuo à procura”, relata. Quem também busca por um local para passar o ano-novo com os amigos é a estudante Adriana Silva, de 20 anos. Ela procura há duas semanas por um imóvel na região de São José de Ribamar que acomode cerca de 30 pessoas e tenha vagas na garagem, fogão, piscina, varanda ou terraço. “Quase todas as opções já foram alugadas, então, continuo a procura do imóvel”.

A professora Fabiana Moreira, de 30 anos, também procura por uma propriedade para alugar para a família, durante dois dias, na região da Raposa, Araçagi, Olho d’Água ou Estrada de Ribamar. Mas, para a maior dificuldade, é o preço que, segundo ela, está bem elevado.
“Queremos um local que comporte 50 pessoas. Pode ser casa de praia ou chácara, mas as propriedades que me ofertaram estão com os preços muito altos”, aponta.

MOSTRAR MAIS