FUTEBOL

Sampaio Corrêa teve 60 contratados em 2017

ara ser campeão estadual e garantir o retorno à Série B do Brasileiro, Tricolor contratou muitos profissionais do futebol em outros estados

Reprodução

O número de contratações feitas pelo Sampaio Corrêa em 2017 voltou a ser alto. Desta vez, chegou a 60, sem incluir alguns nomes da comissão técnica. O saldo, porém, foi positivo. Afinal, o time fracassou na Copa do Nordeste, no início do ano, mas, logo em seguida, se recuperou, pois conquistou o título estadual e, na sequência, conseguiu voltar à Série B do Campeonato Brasileiro. Dos jogadores contratados, 35 vieram de outros estados e 25 são maranhenses, sendo alguns remanescentes da temporada 2016, segundo informações do matemático Manoel Martins.

O Tricolor, entretanto, contratou apenas dois treinadores: Vinicius Saldanha e Francisco Diá, ao contrário do que vinha ocorrendo em temporadas anteriores. Completando a comissão técnica, foram contratados ainda três auxiliares técnicos: Paulo Sergio, Romildo Teixeira e Valbson; um preparador físico (Arlindo Júnior) e um preparador de goleiros (Júnior Ferreira). Entre os jogadores trazidos de outros estados, um deles nem chegou a jogar: Paulo Rafael, que veio de Belém do Pará.

Quem fica

Até ontem, oficialmente, o Sampaio havia renovado com apenas cinco profissionais que vestiram a camisa tricolor nesta temporada: Maracás (zagueiro); Fernando Sobral, Wellington Rato e Diego Silva (meio-de-campo); e Reginaldo Júnior (atacante). Na lista dos que interessam ao clube, para continuarem na próxima temporada, estão o zagueiro Odair Lucas e os atacantes Isac e Uiliam. Do grupo de atletas da casa, os que têm contratos em vigência devem continuar. Outros devem discutir sua permanência, entre eles, o meia Hiltinho. Por enquanto, ainda não saiu a relação completa dos que não interessam mais. Sabe-se apenas que o goleiro Alex Alves e o meia Zaquel não devem continuar.

Contratações

Por enquanto, apenas uma contratação foi confirmada e até já tem registro no BID. Trata-se do zagueiro Joécio (ex-Campinense-PB), que foi indicado pelo técnico Francisco Diá antes do término da participação do Tricolor no Brasileiro. O clube mantém negociações com os goleiros André Luís (XV de Piracicaba-SP) e Andrey, que disputou o Brasileiro pelo Volta Redonda-RJ.

MOSTRAR MAIS