CAMPANHA

SOS Vidas alerta para mortes e atraso na BR-135

Foram quase R$ 500 milhões investidos e o prazo final para entrega da obra ficou lá em 2014.

Reprodução

Há cinco anos foi anunciado que a BR-135, principal via de acesso da capital para o restante dos municípios, seria duplicada, facilitando assim o trânsito nessa região e diminuindo o grande índice de acidentes que já vinham há anos ceifando a vida de centenas de pessoas.

Os anos passaram, foram quase R$ 500 milhões investidos e o prazo final para entrega da obra ficou lá em 2014. Enquanto isso, vidas continuaram a ser perdidas, principalmente nos trechos de maior risco da rodovia federal.

Foi para cobrar os resultados que a campanha “SOS Vida pela Paz no Trânsito”, da Maçonaria do Maranhão, realizou ontem uma ação no povoado Periz de Baixo (Km 42 da BR-135), no município de Bacabeira-MA. O evento faz parte da programação pela Semana Nacional do Trânsito e celebrou o aniversário de 20 anos do Código de Trânsito Brasileiro.

O coordenador da Campanha SOS Vidas, Lourival Cunha, destacou a importância da manifestação para promover celeridade na conclusão das obras da BR-135. “O objetivo é clamar para a conclusão da duplicação. O Campo de Perizes é conhecido como um corredor da morte, pois há mais de meio século tem um alto índice de acidentes fatais. Isso se deve principalmente ao trecho que não é duplicado. A entrega do trecho de Estiva-Bacabeira deveria ter sido entregue em 2014, e este atraso de três anos já acarretou em 33 mortes de inocentes”. Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de 2014, até agora os acidentes no trecho da rodovia que deveria já estar duplicado causaram 33 óbitos, além de 100 feridos graves e 121 feridos leves.

A ação teve o apoio de autoridades como PRF, Polícia Militar, SMTT, Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde, Prefeitura de Bacabeira Universidade Ceuma, IFMA, entres outros.

MOSTRAR MAIS