EDUCA MAIS

Prefeitura reforma e entrega uma das mais tradicionais escolas da capital

Fundada há 85 anos, esta é a primeira reforma completa feita no prédio histórico, que tem capacidade para atender 1.200 alunos.

Edivaldo Júnior inaugura Escola Alberto Pinheiro

Uma das mais importantes e tradicionais escolas públicas municipais de São Luís, a octogenária Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Alberto Pinheiro, no Centro da capital, está ativa novamente. Foi restaurada pela Prefeitura de São Luís e entregue à população pelo prefeito Edivaldo na manhã deste sábado (16).

A escola agora está apta a ofertar novamente o ensino de qualidade vivido nos tempos áureos da unidade, cujo prédio, devido ao seu valor histórico e arquitetônico, é tombado como patrimônio histórico do município.

Com esta entrega, que faz parte da programação dos 405 anos de São Luís, a Prefeitura chega a marca de mais de 60 escolas totalmente reformadas.

História

Escola Alberto Pinheiro, uma das mais tradicionais de São Luís

Fundada há 85 anos, esta é a primeira reforma que requalificou totalmente o prédio histórico, atingindo todas as instalações.
“Esta é uma escola tradicional e simbólica da nossa cidade. Estamos agora devolvendo este importante instrumento da Educação para a comunidade de São Luís. Mesmo diante da maior crise que se abateu no país estamos conseguido tocar o dia a dia da Prefeitura. Com a devolução da U.E.B Alberto Pinheiro estamos contribuindo para a história da cidade”, destacou emocionado o prefeito Edivaldo, acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, e do vice-prefeito Júlio Pinheiro e do secretário de Educação, Moacir Feitosa.

“A educação é uma política fundamental para a vida das pessoas. Por isso, tem de ser vista como política permanente da administração pública. O prefeito Edivaldo tem demonstrado compromisso e seriedade na condução desta política, o conceito de patrimônio cultural da humanidade da cidade está sendo preservado com esta reforma”, destacou o vice-prefeito Júlio Pinheiro.

Todo o secretariado do governo municipal prestigiou o evento, que Pinheiro considerou como mais um marco do legado que a administração deixará para o futuro da cidade.

Estrutura

Sala de aula da escola Alberto Pinheiro, no Centro

As reformas das escolas é um dos pilares do programa Educar Mais, lançado pelo prefeito Edivaldo em junho deste ano. Dentro da melhoria da infraestrutura, o prefeito já entregou cerca de 70 escolas requalificadas para a população. Durante oito meses foram realizadas obras de melhoria de todas as instalações do prédio histórico, substituindo materiais da estrutura original seguindo normas do IPHAN.

“Desde o lançamento do Educar Mais, a prefeitura tem avançado bastante, principalmente na parte da infraestrutura. Em outros pilares também estamos avançando em outros focos, como do ensino e aprendizagem, sistema de avaliação próprio, de gestão; além do programa de formação do docente”, afirmou Moacir Feitosa.

Segundo o secretário municipal de Educação, o Educar Mais se consolida e caminha para dar respostas positivas ao interesse maior, que é melhorar a proficiência do aluno em sala de aula. Isso consequentemente vai se refletir na melhoria do Ideb de São Luís a partir de 2020.

A unidade de ensino tem capacidade de receber até 1200 estudantes nos três turnos. Todas as 18 salas da U. E. B. Alberto Pinheiro são climatizadas. A quadra poliesportiva também foi reformada para propricar a prática esportiva aos alunos.

A escola atende crianças da 1ª a 9ª série nos turnos matutino, vespertino e noturno. Conjugada a Alberto Pinheiro, a escola infantil Albertinho foi entregue totalmente reforma pela Prefeitura no ano passado.

A estudante Sarah Sousa Cabral, 7ª série, moradora da Camboa, fez questão de estar presente na solenidade de inauguração. “Tá tudo lindo. As salas são mais arrumadas e os professores agora poderão ter como nos ensinar melhor”, disse Sarah.

Edivaldo inaugura Escola Alberto Pinheiro ao lado de secretários

Prestigiaram o evento os vereadores Paulo Victor, Fátima Araújo, Joãozinho Freitas, Antônio Garçez e Raimundo Penha, o presidente do Sinduscon, Fábio Nahuz. Além dos secretários de governo, Tati Lima, de Inormação e Tecnologia; José Cursino, de Planejamento e orçamento; Gustavo Marques, Projetos Especiais; Antonio Araújo, de Obras e Serviços Públicos; Andrea Lauande, da Criança e Assistência Social; Maluda Fialho, do Meio Ambiente; Socorro Araújo, de Turismo; Olímpio Araújo, de Orçamento Participativo.