INFRAESTRUTURA

Mais asfalto chega ao Maracanã, zona rural de São Luís

Mais conhecida como Estrada do Maracanã, a via dá acesso à região que, além de populosa, é bastante visitada durante o mês de outubro devido a tradicional Festa da Juçara.

Divulgação

Programa Mais Asfalto, do Governo do Maranhão

 

A avenida principal do Maracanã, zona rural de São Luís, está sendo melhorada com um serviço de recapeamento asfáltico promovido pelo Governo do Maranhão, por meio do Programa Mais Asfalto.

Mais conhecida como Estrada do Maracanã, a via dá acesso à região que, além de populosa, é bastante visitada durante o mês de outubro devido a tradicional Festa da Juçara.

Conduzidas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), as obras revitalizam a via que há tempos não passava por intervenções.

O eletricista Carlos Alberto mora há 83 anos na Estrada do Maracanã e descreve como era a via: “Só poeira e lama. Aí não passava nada, nem carro. Cansei de ajudar o povo a tirar carro do atoleiro. Hoje, depois dessa obra, está ficando um ‘brinco’, muito bom mesmo”.

Quem também agradece pela intervenção é a técnica em eletrotécnica, Julia Miranda, de 23 anos. Para ela, o asfalto novo é sinal de comodidade. “Agora, podemos sair de casa sem nos preocupar com lama e buraco”, relata.

Para o titular da Sinfra, Clayton Noleto, as obras melhoram a qualidade de vida dos moradores e permitem a chegada de serviços considerados essenciais na comunidade.

“Os moradores vão poder sentar na porta de suas casas, porque se retira a poeira e a lama. Também poderão contar com serviços emergenciais, como atendimento ambulatorial e de segurança”, detalha Noleto.

“É assim que o governo Flávio Dino vem fazendo em todas as regiões do Estado, dando qualidade de vida ao povo maranhense”, completa.

Mais mobilidade

O Governo do Maranhão lançou a terceira etapa do Mais Asfalto na Grande Ilha. As quatro cidades – São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar – serão contempladas.

O investimento de R$ 80 milhões vai garantir a recuperação de 200 km de via, que somadas aos 300 km já recuperados pelo Governo, vão chegar a 500 km de avenidas e ruas restauradas.

As intervenções facilitam a mobilidade dos cerca de 1,4 milhão de habitantes que vivem nas regiões.

MOSTRAR MAIS