Reivindicação de direitos

São Luís pode ficar sem ônibus a partir dessa sexta-feira

Rodoviários reivindicam cumprimento de acordos e melhorias na condição de trabalho. A paralisação, caso seja aprovada, atingirá somente os ônibus que circulam na capital.

Reprodução

O transporte coletivo da capital poderá paralisar nessa sexta-feira (13). Os trabalhadores irão se reunir em assembleia nessa quinta-feira (12), para decidir se irão paralisar ou não suas atividades. Caso o movimento seja aprovado pela categoria, somente os ônibus que circulam na capital serão atingidos.

Os rodoviários estão reivindicando o cumprimento de um acordo firmado no ano passado firmado entre Ministério Público, Sindicato Patronal (SET), SMTT e Consórcios, que determina o remanejamento dos trabalhadores de empresas que deixaram o transporte público de São Luís, para aquelas que venceram a licitação.

A categoria também reivindica o pagamento de verbas rescisórias e o 13º salário dos fiscais dos consórcios Rio Anil e São Cristóvão. Além disso, os rodoviários reivindicam o pagamento de salários e planos de saúde em dia, melhoria da estrutura física de alguns pontos finais de ônibus, e o cumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho, que diz respeito ao pagamento de salários por meio de contas em bancos.

As assembleias foram convocadas pelo Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (STTREMA) e irão acontecer nos períodos da manhã e da tarde, na própria sede da entidade na Rua Afonso Pena, no Centro.

“Estamos cansados de conviver com os mesmos problemas e não vermos medida alguma sendo tomada pelos empresários, para solucionar essas questões. Nossa paciência esgotou. Agora são os Rodoviários que vão decidir. Se as empresas de ônibus continuarem desrespeitando nossos direitos, os coletivos em São Luís vão parar” afirmou Isaias Castelo branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.