CORONAVÍRUS

No Maranhão

2312
239953
219061
5949
PANDEMIA

Covid-19: 20 pacientes de Manaus já tiveram alta médica

Eles vieram transferidos de Manaus para São Luís para tratamento da covid-19 e estavam hospitalizados no Hospital Universitário Presidente Dutra

Reprodução

Mais 11 pacientes transferidos de Manaus para tratamento da covid-19 em São Luís, tiveram alta hospitalar definitiva do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão, gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), e retornaram para suas casas. Eles foram liberados do hospital na última quarta-feira (27).

Na saída para o aeroporto, ao som da toada “Maranhão, meu tesouro, meu torrão”, do Boi de Maracanã, os pacientes agradeceram muito a acolhida que tiveram no hospital e na cidade.  “Muito obrigado, Maranhão. Muito obrigado linha de frente. Isso aqui é para vocês”, disse o paciente Guilherme, exibindo uma bandeira do Maranhão com a assinatura de membros da equipe do hospital, que vai lembrar como lembrança do estado.

No último domingo, dia 24, oito pacientes também retornaram para seus lares. Na ocasião, a despedida do Maranhão foi ao som de “Se não existisse o sol”, toada do boi da Maioba. “A despedida não poderia ter sido mais regional, saudamos os amazonenses para que possam ‘guarnicê’ com saúde e esperança! Agradecemos aos profissionais da saúde que contribuíram para que esse momento fosse possível e a todos os parceiros do HU-UFMA!”, disse o Hospital, na ocasião.

De acordo com a assessoria do HU-UFMA, com essa alta, já são 20 os pacientes que tiveram sua saúde restaurada e seus retornos para Manaus. Para o HU-UFMA foram transferidos 39 pacientes, 1 amazonense foi a óbito na madrugada do dia 21.

Até o horário de fechamento desta matéria ainda estavam internados no HU-UFMA, 18 pacientes. Desses, 8 estão em UTI-Covid, 7 em enfermaria-Covid,  e 3 em enfermaria da clínica médica.

“Esses da clínica médica a qualquer momento podem ter alta”, informou a assessoria.

Com a coordenação do Ministério da Saúde (MS), uma rede de apoio foi criada em todo o país para receber os pacientes de Manaus com Covid-19 que não encontram mais vagas para internação na capital amazonense.

Desde o dia 14, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação, encaminhou um ofício ao Ministério da Saúde disponibilizando, aproximadamente, 150 leitos distribuídos em nove hospitais universitários federais que fazem parte da Rede Ebserh a fim de ajudar o estado, na grave crise sanitária que se instalou lá.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias