Foto: Reprodução

Uma testemunha identificada como Ralvison de Sousa, natural de Açailândia testemunhou através de áudio pelas redes sociais, o que viu sobre o afogamento de dois irmãos adolescentes no início da tarde de hoje no Araçagy.

Hoje, dia 12 de agosto, aproximadamente ao meio-dia estava com a família aqui fazendo as imagens, quando eu vi a correria de três crianças, saindo da água, pedindo ajuda, pedindo socorro. Relatando que os dois meninos que são irmãos tinham se afogado. Eles entraram na água, sumiram e não estavam aparecendo. Eu tentei olhar, mas não visualizei. E minutos antes, questão de 10 a 16 minutos, os guarda-vidas tinham feito a alerta para o pessoal que estava mais avançado recuar no perímetro da água. Mas infelizmente, em questão de minutos houve esse fato.

O Coronel do Corpo de Bombeiros Célio Roberto disse que por conta da comemoração ao dia dos pais, a praia estava muita mais cheia que o de costume, e que os bombeiros fazem com frequência o patrulhamento na orla, avisando os banhistas para permanecerem na parte rasa.

O Corpo de Bombeiros se pronunciou sobre ocorrido:

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, informa que por volta das 12 horas deste domingo (12/08/18), houve um registro de uma ocorrência de afogamento na Praia do Araçagi envolvendo dois irmãos.
Banhistas afirmam que os dois adolescentes estavam em um grupo com outros jovens e acabaram se distanciando, em seguida desapareceram no mar. Imediatamente as euquipes de Guarda – Vidas do Batalhão de Bombeiros Maritimos iniciaram as buscas com apoio do Centro Tático aéreo (CTA). Uma das vítimas, Mauro Gabriel da Silva Pires (13 anos) foi encontrada por uma equipe de bombeiros e submetida as manobras de reanimação cardíaca, porém, minutos depois, foi constatado seu óbito.
As buscas continuam para que logo seja encontrado o outro jovem, identificado como FELIPE DA SILVA PIRES (14 ANOS).

O CBMMA afirma ainda que realiza um forte trabaho de prevenção na orla marítima, e que inclusive, no momento do acidente, fazia rondas naquela área, alertando os banhistas que apresentavam condutas perigosas na agua.