Reprodução

Além de ser um momento importantíssimo pela troca de afeto entre a mãe e o bebê, a amamentação carrega consigo diversos benefícios para a criança. Apesar disso, este período especial pode ocasionar rachaduras nas mamas, levando a dor e dificuldades na hora de alimentar o bebê.

De acordo com Natalia Modica e Luciana Santos, enfermeiras responsáveis pelo curso de gestante da Criogênesis, as lesões nas mamas costumam surgir logo no começo do período da amamentação, devido à má posição da criança no momento da mamada e, principalmente, tendo como causa a técnica incorreta de sucção. “Além disso, o excesso de leite, que pode causar distensão e inchaço da região mamilo-areolar, também pode machucar, bem como o uso incorreto de bombinhas para extrair o leite”, destacam.

As lesões mamilares podem dificultar a apreensão adequada da mama pelo recém-nascido, o que poderá interferir numa boa alimentação levando assim a perda no seu desenvolvimento. Portanto, para prevenir as lesões ou mesmo aliviar e tratar as rachaduras e dores, alguns cuidados são essenciais. Confira:

Atente-se à posição do bebê – O fundamental é que ambos estejam confortáveis e relaxados. Atentar-se para o alinhamento entre o corpo e a cabeça da criança, abdômen do bebê encostado ao abdômen materno e queixo tocando a mama. A criança deve estar apoiada pelo braço da mãe, que envolve a cabeça, o pescoço e a parte superior do seu tronco. A boca precisa estar bem aberta com o lábio inferior invertido recobrindo quase toda a aréola enquanto a porção superior da mesma pode ser visualizada e comparada a uma “boquinha de peixe”.

Faça um banho de sol ou de luz na região – É importante expor os seios 15 minutos por dia à luz do sol ou a uma lâmpada incandescente de 40 watts, a uma distância de 30 a 40 cm. Esse processo ajuda na cicatrização dos mamilos, podendo ser feito desde o pré-natal ou no pós-parto com Laserterapia.

Não use sabonetes, álcool, pomadas ou perfume – A limpeza deve ser feita apenas com água. “A pomada a base de lanolina, somente deve ser utilizada para tratar as feridas na aréola e mamilo e não de forma preventiva. Em volta da mama pode-se utilizar o creme de estrias normal já utilizado na barriga”, alertam as especialistas.

Trate adequadamente – Se a fissura já apareceu, passe o próprio leite ao redor dos mamilos antes e depois de amamentar: “além de ajudar na cicatrização, também auxilia na prevenção de infecções. Se possível deixe as mamas desnudas por 10 minutos para melhor cicatrização”, finalizam.