EMPREGO

Sete dicas para fazer um currículo bem-feito

Se você perdeu o emprego, ou procurou bastante, mas ainda não teve a tão esperada chance de ingressar em alguma empresa, o Imparcial listou algumas dicas para montar um currículo bem feito

Foto: Reprodução

O ano chegou ao fim e um novo logo se iniciará. Com ele novas oportunidades e expectativas vão surgindo, dentre elas a oportunidade de melhorar de vida para quem teve um 2017 difícil.

Para quem perdeu o emprego, ou procurou bastante, mas ainda não teve a tão esperada chance de ingressar em alguma empresa o momento é de parar, colocar a vida nos trilhos e começar a pensar qual será o caminho a ser percorrido no ano que vem.

Quanto a procurar um emprego, as oportunidades não podem ser desperdiçadas, por isso deve ser feito um planejamento desde a candidatura à uma vaga até a entrevista decisiva. Como a primeira impressão é imprescindível, o currículo que será deixado nos locais de interesse deve ser objetivo, conter informações sobre as experiências do profissional e estar de acordo com o cargo a que se destina.

Muita gente ainda tem dúvidas do que colocar ou não no currículo. Para estas pessoas, estas sete dicas podem ajudar a não errar na hora de procurar um novo emprego.

Informação é poder

No campo dos dados pessoas é extremamente importante conter o nome completo, idade e estado civil devem aparecer logo no início do documento. Algumas empresas pesquisam a vida do futuro candidato em perfis on-line ou em outras empresas. É fundamental incluir também telefone e e-mail para que a empresa possa entrar em contato facilmente.

Onde se vê?

O objetivo profissional deve ser descrito em apenas uma linha, abordando somente o cargo e a área de interesse. Indicar mais de uma área em um mesmo currículo pode alertar a empresa quanto à indecisão do candidato, o que não pega bem para quem procura um funcionário de longo prazo.

Tamanho é documento

O currículo deve ter, no máximo, duas páginas com as informações necessárias para o cargo. A foto pode ser colocada somente se for exigência para a vaga desejada e deve ser no tamanho 3×4, ter boa qualidade e priorizar uma postura profissional.

Experiência profissional

Um dos grandes hiatos entre um possível sim ou não em uma vaga de emprego é a experiência anterior. Experiências por menores que sejam são importantes para o currículo. As informações como nome da empresa, cargo, período de atuação e suas atribuições devem estar de forma sucinta. A descrição das atividades desenvolvidas devem ser precisas, pois é através deste item que o selecionador conhecerá potencial do candidato.

Do you speak?

Idiomas são habilidades que destacam um candidato, mas é preciso muito cuidado antes de autenticar proficiência em uma língua estrangeira. Deve ser colocado apenas o idioma e o nível de conhecimento que possui. Caso ainda esteja estudando algum, isso deve estar claro no currículo. Durante uma entrevista é possível que o idioma seja cobrado no nível em que foi declarado.

Internet.com

Outra habilidade que deve ser descrita com toda sinceridade é relacionada ao universo digital. O nível real de seu conhecimento técnico das ferramentas de informática e internet deve ser preciso, pois em algumas vagas o uso do computador é essencial para o desenvolvimento da função. É importante lembrar que quando as vagas necessitam de algum programa específico, testes podem ser aplicados.

VER COMENTÁRIOS
LER MATÉRIA COMPLETA
MOSTRAR MAIS