As férias já começaram, e nada mais justo que tirar pelo menos um dia inteiro para conhecer o melhor da sua cidade! O Imparcial volta com mais uma lista de dicas, desta vez voltadas ao Centro da ilha. O melhor: com um preço acessível, incluindo o tão querido transporte público e a pratada do almoço.

Então vamos lá!

Seu passeio começa ainda pela manhã, no Terminal de Integração da Praia Grande (passagem de ônibus: R$ 5,80 ida e volta), Centro Histórico de São Luís. Esta parte do bairro é repleta de casarões tombados, museus, além do conhecido Mercado das Tulhas.

Casa de Nhozinho

O roteiro tem início com uma opção cultural: a Casa de Nhozinho, museu que homenageia o artesão maranhense Nhozinho. Fica localizado na Rua Portugal, abre de terça à sábado das 8h às 13h e das 15h30 às 19h, e aos domingos, de 8h às 13h. A entrada é gratuita.

Casa Nhozinho

Casa do Maranhão

Continuando com a linha dos museus, vamos à Casa do Maranhão, localizada na Rua do Trapiche. O espaço pode ser visitado de terça à sábado, das 9h às às 17h, e aos domingos, das 9h às 13h.

Praça Dom Pedro II e Praça Benedito Leite

Seguindo pela Avenida Beira-Mar (onde é possível também observar a bela vista do Cais da Praia Grande), suba a ladeira da Praça Dom Pedro II em direção ao ponto turístico do Palácio dos Leões. Na praça é possível conhecer também outros pontos: o Tribunal de Justiça, Palácio de La Ravardiére (Prefeitura), Museu de Arte Sacra e a Igreja da Sé. Em seguida, visite a Praça Benedito Leite, onde fica localizado o histórico Palácio do Comércio, atual sede da Associação Comercial do Maranhão e antigo Hotel Central.

Museu de Artes Visuais

Agora, de volta à Rua Portugal (com acesso pela Rua de Nazareth, visite o acervo Museu de Artes Visuais, que funciona de terça à sexta-feira, das 9h às 17h, sábado de 9h às 16h, e domingo de 9h às 14h. A taxa de visitação é de R$ 5, com isenção para crianças de até 7 anos, idosos e grupos especiais.

Mercado das Tulhas

Lá pelo meio dia, após tantos museus visitados, você já vai estar “brocado” (morrendo de fome, no maranhês). É hora de passar pelos inúmeros restaurantes do Mercado das Tulhas, que ocupa um quarteirão inteiro no coração do Centro Histórico. São opções de pratos feitos (os PFs), de variedades de peixes, frango, carne assada, tortas, e, aos fins de semana, mocotó e sarrabulho (além da roda de samba tradicional aos sábados). A faixa de preço dos pratos varia entre R$ 10 e R$ 15. Aproveite a passagem na feira para conhecer os quiosques – e quem sabe levar alguma iguaria ou artesanato -, ou tomar uma das famosas cachaças do Corinthiano.

Mercado das Tulhas

Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão

Na Rua do Giz, próxima à Praça da Faustina (nos arredores, visite as inúmeras lojinhas de artesanato), a parada é no Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão, onde são expostas peças pré-históricas, réplicas e miniaturas de dinossauros, além de uma vasta coleção da tradição indígena do estado. O museu funciona de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Praça João Lisboa

Já à tardinha, vale visitar a Praça João Lisboa, um ambiente bastante agradável e arborizado e pela presença – infelizmente cada vez mais escassa – de engraxates. Também é possível fazer visita na Igreja do Carmo, localizada também na praça e que pertence aos Capuchinhos.

Re-o-Cupa

Outra dica é visitar, logo perto, na Rua Afonso Pena, é visitar o Re-O-Cupa, um casarão que funciona como centro de cultura. O ambiente é ideal para retomar o folego, e conta com brechó, sebo de livros e discos e deliciosos lanches veganos. A entrada do local é gratuita, e o espaço funciona segunda, quarta e quinta (das 16h às 22h), e sábado (das 12h às 19h20).

Processed with VSCO with c2 preset

Museu Histórico e Artístico do Maranhão

Após esta parada, a dica é visitar o Museu Artístico e Histórico do Maranhão, situado na Rua do Sol. Trata-se de um solar pertencente à família Gomes de Sousa, do século XIX. Você pode contemplar, além do mobiliário da época, uma vista incrível do pôr-do-sol, direto do mirante do casarão. O museu funciona de terça às sextas-feiras, das 9h às 17h, sábados de 9h às 16h, e domingo de 9h às 14h. A taxa de visitação é de R$ 5, com isenção de crianças de até 7 anos, idosos e grupos especiais.

Fonte do Ribeirão

O próximo ponto é a Fonte do Ribeirão, com acesso pela Rua dos Afogados. O local, rodeado por bares, é conhecido por ser a morada da cabeça da serpente lendária, que quando encontrar a cauda, afundará São Luís. Lendas à parte, é possível fazer também um passeio entre as passagens subterrâneas da fonte aos domingos (entrada de R$ 2). Além disso, à noite é possível acompanhar atrações culturais, como o Samba na Fonte todas às quintas-feiras, a partir das 19h, e shows de reggae e MPB aos domingos – todos gratuitos.

Centro de Criatividade Odylo Costa Filho

Cansou? Ainda tem mais! Faça, agora, o caminho inverso, e volte ao ponto inicial para visitar o Centro de Criatividade Odylo Costa Filho. Lá, a programação de exposições fotográficas e de artes plásticas é vasta, além de de livraria e do Teatro Alcione Nazaré. Vale, também, assistir algum clássico do cinema na tela do Cine Praia Grande (ingresso promocional R$ 6), localizado no Centro.

Vida noturna

Para fechar com chave de ouro, a dica é curtir a pulsante vida noturna do Centro Histórico. São bares como o Senzala, Cafofinho da Tia Dica e Bar da Faustina e inúmeras casas noturnas para aproveitar a noite. E lembre-se: ao final de tudo, para matar a fome, vá à barraca do Rei do Beiju, que tem uma variedade de sabores doces e salgados, com preços que começam aos R$ 6, ou ao trailer do cachorro-quente do Sousa, pagando R$ 9.

Dicas

Fique 100% hidratado! Leve uma garrafinha d’água e reponha sempre que necessário, além de frutas e lanches leves para manter a energia

Utilize roupas e calçados confortáveis, pois você irá se deparar com muitas ladeiras, escadarias e ruas com paralelepípedo

Proteja-se contra o sol torrencial de São Luís usando boné ou chapéu e bastante protetor solar

“Não te faz de doido”: fique sempre atento a tudo que acontece ao seu redor e tenha cuidado com os pertences pessoais