Preocupante

77% dos estudantes maranhenses possuem nível insuficiente de leitura

O Maranhão ocupa a terceira pior posição entre os estados brasileiros, ficando atrás apenas do Amapá (79,4%) e Sergipe (80,2%)

A Avaliação Nacional de Alfabetização, divulgada nesta quarta-feira, 25, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apontou que o Maranhão é o terceiro estado a nível nacional em que estudantes possuem nível insuficiente de leitura. O estado está acima da média da Região Nordeste, onde 69,15% dos estudantes apresentam déficit na leitura, e só fica atrás do Amapá (79,4%) e Sergipe (80,2%). A média brasileira é de 54,73%.

Em relação à escrita e matemática, outras duas áreas avaliadas na pesquisa, o Maranhão também está acima da média nordestina, quando se trata da insuficiência do aprendizado. No âmbito da escrita, 50,83% dos estudantes foram insuficientes, e na matemática, 77,32% não apresentaram resultados desejáveis. A média da Região Nordeste foi 50,83% e 69,93%, respectivamente.

A pesquisa, que está em sua terceira edição, é referente ao ano de 2016. Participaram da avaliação cerca de 48 mil escolas e 105 mil turmas. Mais de dois milhões de estudantes, 90% deles com oito anos completos ou mais, fizeram os testes que compunham 20 questões de leitura, três de escrita e 20 de matemática. Os resultados foram avaliados em habilidades elementares, adequadas e desejáveis.

MOSTRAR MAIS