Reprodução

Num país onde o desemprego alcança 11 milhões de pessoas, segundo pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aplicativos para prestação de serviços têm ganhado espaço. Enquanto clientes buscam praticidade e economia para solução dos problemas do dia a dia, profissionais aumentam suas rendas e volumes de serviços.

Em São Luís, esse mercado vem ganhando cada vez mais espaço. Cerca de 1,3 milhões já somam o total de trabalhadores por conta própria, como é o caso do Emerson Costa, que há 9 meses se encontrava desempregado e hoje consegue uma renda de mais de R$ 3 mil reais por mês só como motorista de aplicativo. “Eu simplesmente decidi que não ficar esperando as coisas caírem do céu. Peguei meu carro e me inscrevi pra ser motorista. Hoje, eu consigo fazer meu próprio horário de trabalho e tirar uma grana boa com isso”, conta. 

Um aplicativo que oferece oportunidade para trabalhadores autônomos é o Vaptuber. O app que chegou há apenas três meses em São Luís promete realizar, além de além do serviço de mototáxi, entregas de documentos, mercadorias e até alimentos por meio de moto ou mesmo bicicleta.

Leia também: Cinco aplicativos para turbinar seus estudos para concursos  

Bom para quem quer incrementar a renda e melhor para quem precisa economizar, o aplicativo já possui cerca de 1300 motoboys e 200 bikers cadastrados. Os 6 mil clientes, entre comerciantes, empresários e pessoas físicas que procuram os serviços da Vaptuber podem ter uma economia de até 50% nas entregas.

A expectativa é cadastrar 3 mil parceiros entre eles motoboys, motogirls e bikers para atender toda a demanda com retorno financeiro de 81% do valor referente ao serviço prestado. “Nosso objetivo além de ser um facilitador é diminuir os custos e reduzir o tempo das entregas de mercadorias para o empresário e o transporte para as pessoas. Somos uma alternativa para quem perdeu o emprego ou quer fazer uma renda extra”, salienta Claudemir Lima, criador da plataforma.

Aplicativo maranhense de delivery de serviços

Encontrar profissionais para fazer serviços aparentemente simples, como consertar uma geladeira, limpar uma casa, pintar uma parede ou resolver um problema de instalação elétrica, por exemplo, pode não ser uma das tarefas mais fáceis para muita gente. Pensando nisso, o aplicativo Willbook, desenvolvido pelo empresário maranhense Wiberlley Cunha, funciona como um delivery de profissionais.

A ideia do aplicativo é reunir os melhores profissionais da cidade de uma forma rápida, fácil e segura. A plataforma digital intermedia da seguinte forma: profissionais autônomos e microempreendedores cadastram suas habilidades e são conectados à clientes que demandam por esses serviços. “A gente tem todo um cuidado, pedindo documento, consultamos para saber se realmente aquele é um bom profissional. Antes de solicitar o serviço, o cliente sabe quem é a pessoa ou a equipe que vai fazer o atendimento. O usuário recebe fotos dos serviços prestados para outras pessoas também”, sintetiza Wiberlley.

Só este ano, o aplicativo já gerou mais de 20 mil serviços, e segundo o desenvolvedor do app, prestadores de serviço podem ganhar em média R$ 300 por cada serviço prestado. Com sede em São Luís, onde concentra mais de mil profissionais cadastrados, o Wiilbook já funciona em 20 estados, além do Distrito Federal.

Para se cadastrar o profissional precisa baixar o aplicativo, listar suas habilidades e descrever seus serviços, colocar algumas informações pessoais e aguardar a análise da equipe de desenvolvimento. Com esse passo simples, os prestadores de serviço poderão contar ainda com o gerenciamento dos serviços executados, com a contabilização da renda adquirida.