CORONAVÍRUS

No Maranhão

568
353095
309592
10120
ALERTA

Todos os recursos biológicos do planeta para 2021 duram só até amanhã

Este ano, seria necessário 1,7 Terra para cobrir as necessidades da população mundial de forma sustentável

Desmatamento da Floresta Amazônica é um dos potenciadores da dívida ecológica - Foto: Carlos Fabal/AFP)

Todos os recursos do planeta para 2021 terão sido consumidos pela humanidade amanhã, alerta um comunicado da organização não governamental Global Footprint Network. “A mais de cinco meses para o fim do ano, neste 29 de julho, teremos esgotado o orçamento planetário de recursos biológicos para 2021”, disse a líder da Câmara Municipal de Glasgow, na Escócia, Susan Aitken.

“Se precisávamos de um lembrete da emergência climática e ecológica que enfrentamos, o dia da dívida ajuda”, acrescentou a política da cidade escocesa que sediará, em novembro, a conferência sobre o clima COP26.

O índice busca mostrar o crescente consumo de uma população humana em um planeta limitado. Este ano, seria necessário 1,7 Terra para cobrir as necessidades da população mundial de forma sustentável.

A data é calculada cruzando a pegada ecológica das atividades humanas e a “biocapacidade” da Terra, ou seja, a capacidade dos ecossistemas de se regenerarem e absorverem resíduos produzidos pelo homem, especialmente o CO2.

A dívida surge quando a pressão humana excede a capacidade de regeneração dos ecossistemas naturais. Segundo a ONG americana, ela cresce nos últimos 50 anos. Em 2020, a data foi adiada em três semanas, até 22 de agosto, devido ao efeito dos confinamentos ligados à pandemia da covid-19.

Neste ano, voltamos aos níveis de 2019. A deterioração atual se explica por um aumento de 6,6% da pegada de carbono, assim como por uma redução de 0,5% na biocapacidade das florestas “devido, em grande parte, ao pico do desmatamento na Amazônia”, enfatizou a ONG.

“Os dados mostram, claramente, que os planos de recuperação para a era pós-covid-19 poderão ter sucesso apenas no longo prazo se forem baseados na regeneração e na gestão racional dos recursos ecológicos”, afirmou a diretora da entidade, Laurel Hanscom.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias