Corrida do Batom encerra tarde de corrida no Castelinho

O Kart é a porta de entrada para muitos pilotos que sonham chegar ao ponto alto do automobilismo. Reportando aos brasileiros, Ayrton Senna, Rubens Barrichello ou Felipe Massa; para citar os mais recentes, passaram pelo kart e alcançaram o patamar mais alto na vida de um piloto. Mas o Kart não pode ser menosprezado como a categoria menos importante dentro de tantas existentes no mundo automobilístico. A adrenalina é real e correr no kartódromo é motivo de alegria e satisfação para os pilotos maranhenses.

Neste sábado, a Corrida do Batom chega a sua 2ª etapa das 3 realizadas nesta temporada, a corrida  será realizada em duas baterias com 12 voltas cada. Não são só os homens que fazem subir poeira no Kartódromo João Salem. Mas as meninas do batom também prometem protagonizar neste final de semana queimando pneu na pista e fazendo ultrapassagens emocionantes.

Mulheres pisam baixo e fazem bonito

Motores roncam alto, o pneu queima na pista, diminui tempo. Podia já está valendo o troféu, mas é só o treinamento para a corrida que acontece hoje,  logo depois da etapa do Campeonato Maranhense de Kart. “Comecei a treinar para essa competição na quinta-feira, fui pela parte da manhã porque o tempo estava instável”, revelou Rayanne Lima, pilota de Kart e favorita para a Corrida do Batom. Tudo começou como brincadeira, já que no início das primeiras arrancadas, as competições para mulheres não eram tão comuns. “Há um tempo atrás eu vinha treinar mesmo sem competir, porque não tinha corrida para mulheres. Mas como meu marido sempre vinha e nós tínhamos um kart, aqui, a disposição, eu ficava correndo por gostar mesmo. Agora, pra competir, eu venho na semana da corrida para treinar.”, relatou Rayanne.

Rayanne Lima ao lado do marido Lauro Moura

Rayanne não está sozinha na pista. A Corrida conta com a presença ainda das kartistas Fernanda Guerreiro, Priscila Martins , Brenda Damasceno, Bianca Mendes, Rayanne Lima, Sandra Jansen e Engrácia Marques. Para se jogar na pista, Rayanne Lima acredita que é preciso dedicar amor ao esporte.

“Você tem amar, gostar do automobilismo. eu nasci em uma família que sempre gostou disso. Então foi sempre muito natural. Quando eu me casei, ,meu marido também gostava e já me incluiu nesse mundo e desde ele veio correr com o filho dele, eu estou aqui com eles. Eu comecei por brincadeira, por gostar, por ajudar eles. Às vezes não tinha ninguém e eu vinha para ficar brincando de um ultrapassar o outro, e foi assim que começou”, avaliou.

Mesmo depois de um tempo afastada, Rayanne ainda é favorita da prova. Com o tempo variando de 52s / 53s, ela coleciona duas vitórias de três etapas. Mas com um pequeno detalhe: ela só correu duas etapas, ou seja, obtém 100% de aproveitamento e favoritismo nesta etapa. “Procuro dar o meu máximo, amo velocidade. Fora que o espírito competitivo bate nessas horas.”, explicou.

Homens na pista

Após um mês longe das pistas, pilotos disputam o pódio

Este sábado, o Clube de Kart também realiza a 5ª etapa do Maranhense de Kart. Os pilotos voltam para as pistas depois de um mês longe das pistas. São ao todo 30 pilotos pisando baixo em busca do pódio. As provas do Maranhense serão disputadas em duas baterias de 15 voltas cada.  Entram na pista a partir das 13:00, horário definido para tomada de tempo e início das provas.

Os pilotos serão distribuídos em categorias, ao todo a competição vai contar com seis, são elas: Cadete, Pka, Pkb, Pks, F4A, F4B. Os pilotos entram a partir das 13h, horário de tomada de tempo e início das provas.  Quem garantir o melhor tempo na etapa soma pontos importantes no Estadual que é disputado em 8 etapas ao longo do ano.