Foto: Reprodução

O Grupo terrorista do Estado Islâmico promete desde o ano passado um “mar de sangue” durante a copa na Rússia. Nessa terça (26/06) o grupo voltou a se pronunciar, divulgando fotos dos jogadores de joelhos sendo “degolados”, entre eles o argentino Lionel Messi, Marco Asensio e Neymar.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O jogador português, Cristiano Ronaldo também já foi vítima das ameaças, assim como o técnico da França, Didier Deschamps, onde ele aparecia preso com uma arma apontada para ele e dizendo “Inimigo de Alá”.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os extremistas já haviam ameaçado o evento após sua abertura em um vídeo onde prometiam um massacre como nunca visto. No entanto especialista internacionais acreditam que o vídeo não passa de uma fantasia, mas alertaram o risco de “lobos solitários” atenderem ao chamado e entrarem em ação contra Rússia.

O grupo de terroristas já mapearam os lugares que atacarão durante o evento, utilizando drones armados e homens-bomba, além de prometerem usar táticas para despistar as autoridades.