DIGITAL

A partir de 2020, Enem poderá ser feito pelo computador

O anúncio da implementação do Enem Digital para o ano que vem foi feito pelo ministro da Educação

Foto: Getty Images/iStockphoto

Uma nova mudança para aqueles que querem ingressar na universidade está por vir. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta quarta (3) que o Enem terá versão digital a partir de 2020. A prova passará a poder ser respondida pelo computador.

A primeira edição do Exame Nacional do Ensino Médio Digital será no ano que vem, nos dias 11 e 18 de outubro. Apesar da novidade, o participante da prova ainda poderá optar pela prova tradicional (em papel) na hora da inscrição.

Em 2020, a versão digital já tem previsão para acontecer em 15 capitais do país. São elas Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA)
e São Paulo (SP).

Justificativa

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, informou que o custo estimado para a aplicação da edição piloto do Enem Digital é de R$ 20 milhões. Todos os anos, o Enem tradicional tem custo estimado de R$ 500 milhões, contando com 383 milhões de páginas impressas, 490 mil participantes, 150 mil salas utilizadas e 1,7 mil cidades no total. “Um esforço de guerra”, relata.

A aplicação digital, segundo o Ministério da Educação (MEC), segue tendência de provas de outros países e economiza gastos.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias