CERTIFICAÇÃO

Encceja terá provas em dez municípios maranhenses

Inscrições para o exame vão até o dia 31 de maio e é destinado a jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada

Reprodução

Corrigir uma distorção na educação do brasileiro. É isso que o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) pretende ao aplicar provas para jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada e estão interessados em obter um certificado.

As provas serão aplicadas em 611 municípios do país, no dia 25 de agosto nos turnos matutino e vespertino.  No Maranhão as provas acontecerão na capital, São Luís, e ainda nas cidades de Açailândia, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Imperatriz, Pinheiro, Santa Inês, São José de Ribamar e  Timon.

Leia também: Enem 2019: 267 mil inscritos são registrados no Maranhão

Quem não concluiu o ensino fundamental tem que ter pelo menos 15 anos para pedir a certificação. Para pedir o diploma do ensino médio, é preciso ser maior de 18 anos. A  prova aplicada pelo Ministério da Educação (MEC) é gratuita e  as inscrições devem ser feitas pela internet pelo Sistema Encceja, até 31 de maio.  

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza a prova, a principal novidade desta edição do Encceja está na acessibilidade para pessoas com deficiência. Esta é primeira vez em que o edital do exame tem uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

No Maranhão, 63% dos maranhenses acima de 14 anos não concluíram o ensino médio, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Esse percentual representa quase 4 milhões de pessoas sem o ensino médio completo.

Dentre elas está a dona de casa Célia Maria dos Santos, 25 anos. Ela começou a fazer o ensino médio, no tempo regular, com 15 anos, mas logo engravidou e não conseguiu concluir o ano. “Só que quando estava pensando em voltar para a escola, engravidei de novo, e aí não consegui mais retomar.  Já são 10 anos fora da escola, mas pretendo sim fazer meu ensino médio para ter um emprego legal”, diz Célia.

Também o auxiliar de limpeza José Carlos Pinto diz que tem vergonha de dizer que não concluiu os estudos. “Eu precisei trabalhar muito cedo  para ajudar em casa com meus outros irmãos e acabei deixando a escola, mas assim que der eu tenho a esperança de terminar de estudar, ou continuar estudando, não sei”.

Certificação ou declaração parcial de proficiência

O Encceja tem quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. No nível Fundamental, a avaliação é feita nas áreas de Ciências Naturais, Matemática, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física, Redação, História e Geografia. No nível médio, os exames são: Ciências da Natureza, Matemática, Linguagens, Redação e Ciências Humanas.

A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação. Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida em todas as provas tem direito à certificação de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Aqueles que alcançarem a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, terão direito à declaração parcial de proficiência.

O Inep elabora, aplica e corrige as provas do Encceja, mas a certificação é feita pelas secretarias estaduais de educação e Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia que tiverem assinado termo de adesão ao Encceja com o Inep. O participante deve escolher a instituição certificadora na qual deseja solicitar a certificação ou a declaração parcial de proficiência durante a inscrição.

O Inep é responsável pela aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) no Brasil e no exterior, desde 2002. O exame visa aferir competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o ensino fundamental ou o ensino médio na idade adequada.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias