PRÉ-VESTIBULAR

‘Aulão do Enem’ já beneficiou mais de 60 mil estudantes maranhenses

Programa criado pelo Governo do Maranhão em 2015 oferece megarevisões gratuitas nos municípios maranhenses; em 2018 participaram mais de 12 mil alunos

Mais de 60 mil estudantes pré-universitários do Maranhão, que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2015, já participaram do Aulões do Enem – programa criado pelo Governo do Maranhão que oferece megarevisões gratuitas nos municípios maranhenses. Em 2018, as aulas preparatórias passaram por 53 municípios diferentes, beneficiando mais 12 mil alunos.

O programa é voltada principalmente para jovens e adultos que concluíram ou estão cursando o 3º ano do Ensino Médio interessados em ingressar no ensino superior focado na preparação para o Enem. Para o secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Pedro Igor Nascimento, a principal característica do programa é oportunizar a quem não tem acesso, condições de preparo para disputar vaga na universidade.

“O Aulões do Enem é uma importante política púbica do Governo do Maranhão que visa democratizar o acesso ao Ensino Superior, dando oportunidade aos maranhenses que muitas vezes não podem ou não conseguem frequentar cursinho particulares. Eles agora têm oportunidade de fazer uma revisão gratuita, com professores qualificados e com material didático de excelente qualidade”, destacou Pedro Igor.

Este ano, as aulas começaram em agosto, sendo realizadas uma vez por mês em cada município. Em São Luís e em Imperatriz, pela grande demanda, as aulas ocorrem em quatro e dois dias, respectivamente, alcançando mais de 2.500 alunos na capital e 1.500 em Imperatriz.

Revisões

O conteúdo das aulas trabalha as habilidades e competências relativas às quatro áreas que compõem o exame: Linguagens e Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; e a Redação.

A Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) disponibiliza aos alunos todo o conteúdo de revisão por meio de apostilas distribuídas gratuitamente. “Mesmo que os alunos não consigam assistir todas as aulas, eles podem acompanhar o conteúdo”, ressaltou o secretário adjunto da Secti.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS