SÃO LUÍS

Academia Ludovicense de Letras comemora cinco anos com programação

A III Semana Ludovicense de Literatura é o pontapé para uma vasta agenda de celebração da fundação da ALL e do aniversário de São Luís. Programação conta com importantes nomes da tradição literária de São Luís

A Academia Ludovicense de Letras (ALL) comemora na próxima sexta-feira, 10, cinco anos de fundação e enaltecimento da tradição literária da Atenas Brasileira. A ocasião, marcada pelo aniversário do poeta Gonçalves Dias, traz vasta programação à capital através da III Semana Ludovicense de Literatura, que tem início nesta quarta, 08, no Palácio Cristo Rei, na Praça Gonçalves Dias.

Serão quatro dias de palestras, exposições de livros, relançamentos de obras, mesas redondas e solenidades. O visitante e apreciador de literatura terá acesso, entre as temáticas abordadas, a discussões sobre vida e obra do escritor e diplomata Graça Aranha, o Forte Sardinha (primeira fortaleza do Maranhão), e o fazer literário na atualidade, através de nomes da ALL como os acadêmicos Antonio Norberto, Arquimedes Vale, Antonio Ailton, Bioque Mesito, Alberico Carneiro, Ceres Costa Fernandes (também membro da AML), além de José Neres (AML) e Dinacy Correa (Letras/UEMA).

Segundo o presidente da ALL, Antonio Norberto, as comemorações do aniversário da Academia são uma espécie de abertura cultural do aniversário de São Luís, que, em 2018, completa seus 406 anos de fundação. “O evento comemorativo começa neste dia 8 de agosto e se prolongará até o dia 09 de setembro, quando a Academia deverá lançar um clipe França Brasil, que divulgaremos lá perto dos 406 anos”, adianta o acadêmico.

Antonio Norberto, presidente da ALL

Na ocasião da III Semana Ludovicense de Literatura, Norberto destaca a palestra “Forte Sardinha, a primeira fortaleza do Maranhão”. O momento será de muitas descobertas para aqueles que acompanharem a programação, e terá como pano de fundo local do extinto forte, construído no final dos anos 1500 por franceses liderados por Charles Des Vaux, David Migan e outros. “A palestra acontecerá no local onde existiu o forte, que depois, na mão dos portugueses, recebeu o nome de São Francisco, dando nome ao bairro. A rua das Paparaubas tem origem no pé do forte. Quem presenciar a palestra vai ficar impressionado com as muitas informações importantes sobre o este forte pioneiro, que é o ponto inicial para a gestação da capital maranhense”, finaliza o presidente da ALL.

Confira a programação completa do aniversário da ALL

Quarta-feira, 08

Local: Palácio Cristo Rei

17h – Abertura

17h20 – Exposição de livros

18h – Palestra “Graça Aranha no seu sesquicentenário”, com Arquimedes Vale (ALL)

Quinta-feira, 09

Local: Palácio Cristo Rei

16h – Exposição de Livros

17h – Mesa Redonda “Aqueles que fazem literatura”, com coordenação de Antonio Ailton (ALL) e debate com os literatos Bioque Mesito e Alberico Carneiro

19h – Sessão Magna: Entrega de Medalha, abertura de duas vagas para novos membros e lançamento do sítio eletrônico da ALL

Sexta-feira, 10

Local: Palácio Cristo Rei

16h – (Re)Lançamento de Livros e sessão de Autógrafos

18h – Mesa Redonda “Literatura Ludovicence na atualidade”, com coordenação de Ceres Costa Fernandes (ALL/AML) e debate com Antonio Aílton (ALL), José Neres (AML) e Dinacy Correa (Letras/UEMA)

Sábado, 11

Local: Praça do Botafogo, Conjunto Basa, bairro São Francisco

9h – Palestra “Forte Sardinha, a primeira fortaleza do Maranhão”, com Antonio Norberto (ALL)

Sobre a Academia Ludovicense de Letras

A Academia Ludovicense de Letras foi fundada no dia 10 de agosto de 2013, a partir do projeto intitulado “Mil Poemas para Gonçalves Dias”, proposto pela ocupante da Cadeira nº 1 do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM), Dilercy Aragão Adler. Após as ações em torno da vida e obra do poeta e do lançamento de duas antologias sobre Gonçalves Dias, o IHGM aprovou, em setembro de 2011, a inclusão do projeto no Ciclo de Estudos/debates sobre a Formação do Maranhão e Fundação de São Luís, em comemoração aos 400 anos da cidade.

Integraram também o projeto a Federação das Academias de Letras do Maranhão (FALMA) e a Sociedade de Cultura Latina do Estado do Maranhão (SCLMA), além do intelectual Wilson Pires Ferro, que já havia exposto em artigos publicados em 2013 a necessidade da Academia Ludovicense de Letras. A partir de então, Dilercy Adler levou à Comissão de São Luís a proposta da criação da ALL, o que se concretizou na ocasião do aniversário de 190 anos do poeta Gonçalves Dias.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS