CULTURA

Música e dança na segunda noite de Sesc Amazônia das Artes

Todas as apresentações são abertas ao público e possuem entrada gratuita

Street Master Foto: Reprodução

O Sesc Amazônia das Artes chega a São Luís trazendo shows, oficinas e espetáculos com o objetivo de fortalecer e divulgar as produções artísticas e culturais da região amazônica. A edição deste ano vem ampliar diálogos formativos, por meio de ações propositivas como o intercâmbio entre artistas e comunidade. E para compor a programação desta quarta-feira, 9), o grupo de dança Street Masters se apresenta, às 18h30, seguido pelo show da banda Manauaras em Extinção, a partir das 19h30. As duas apresentações são gratuitas e acontecem no Teatro Alcione Nazaré, na Praia Grande.

A dança é a primeira linguagem a se apresentar. Com duas coreografias — Let’s Dance e Routine — Street Masters é o grupo maranhense convidado para estrear a segunda noite do projeto em São Luís. Inicialmente formado por dançarinos do bairro Liberdade e alunos do Liceu Maranhense, começou sua jornada com o apoio do Sesc, no projeto Adolescente Cidadão. Atualmente é considerado um dos melhores grupos de dança do Nordeste, sendo o único a ser classificado por três anos consecutivos no maior festival de dança do mundo, realizado em Joinville.

E para finalizar, acontece o show da banda Manauaras em Extinção, do Amazonas. Inspirado nas reflexões do rapper Jander Manaura, durante sua trajetória e ativismo na cultura Hip Hop em Manaus, as músicas abordam temas como preconceito e o não reconhecimento da identidade cultural Amazônica. A banda se apresenta às 19h30, no Teatro Alcione Nazaré.

A programação completa do Sesc Amazônia das Artes em São Luís segue até dia 18 de maio com Mostra de Espetáculos, Intervenção, Performances, Cinemas e Shows e a partir do dia 23 conta com uma exposição “Percepções”, do artista Gabriel Archanjo, do Piauí. Todas as apresentações são abertas ao público e possuem entrada gratuita.

Projeto

O Sesc Amazônia das Artes é uma importante rede de intercâmbio das artes e da cultura dos estados que compõem a Amazônia Legal, que viabiliza a circulação de um recorte da produção artística realizada no cenário cultural dessa região e do Piauí, tornando-se assim um instrumento de transformação e também de desenvolvimento dessa produção artística.

Em 2018 o projeto irá contratar 14 trabalhos artísticos sendo que 11 desses trabalhos circularão em 10 cidades e 10 Estados. Dentre os trabalhos selecionados, contaremos também com a realização de 10 mostras de cinema com a exibição de cinco filmes selecionados pela curadoria e mais dois filmes de produção local. Teremos a realização de 18 oficinas, 13 intercâmbios, oito conexões e um Fórum de Cinema que possibilitará 33.255 produções.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS