EMPODERADA

Taís Araújo apresenta uma nova Michele, em Mister Brau

Com muitas produções exaltando o empoderamento feminino e a igualdade de gêneros, “Mister Brau” apresenta Michele como uma grande estrela

Lázaro Ramos, Taís Araujo

Em tempos em que a força feminina é aplaudida e não diminuída, como de costume, é natural que a teledramaturgia siga esse momento. Com muitas produções exaltando o empoderamento feminino e a igualdade de gêneros, “Mister Brau” não vai ficar de fora. No próximo dia 10, um novo caminho é percorrido pelos personagens na quarta temporada da série protagonizada por Lázaro Ramos e Taís Araújo.

Antes peça decorativa em casa e figurante como dançarina e empresária do marido, Michele finaliza seu arco de crescimento e aparece como a grande estrela dos capítulos dirigidos por Patrícia Pedrosa e Allan Fiterman. “Agora ela é uma diva internacional e o Brau cai no esquecimento, passando a ser um mero companheiro dela. Foi um caminho natural para esses dois personagens”, reflete Pedrosa.

Para Taís, a produção assinada por Jorge Furtado discute muitas questões ligadas ao feminismo – e, consequentemente, de muita importância e relevância atualmente. “O olhar é para a sociedade, para perceber o que ela está discutindo, e trazer isso para a série. Vamos falar sobre o homem que não segura a onda quando a mulher tem destaque, como ficam os filhos quando a mulher trabalha muito, a idade, a competição…”, enumera a atriz, que teve de fazer aulas de canto e dança para acompanhar sua personagem.

Para Lázaro, poder tratar de assuntos tão delicados e ainda levar leveza e humor para o horário nobre da tevê é uma tarefa que gera muito orgulho, mas também muita responsabilidade. “Ninguém vai estar na mesma situação que antes. Todo mundo vai estar batalhando para se reinventar, reconquistar as coisas que perdeu. É um bom ponto de reflexão para o telespectador”, reflete o ator.

Além de Brau, Lázaro interpreta mais uma personagem nesta temporada. Priscila, que nasceu na série “Sexo Frágil”, exibida pela Globo entre 2003 e 2004, está de volta ao ar. Cantora de funk, ela será o pivô de muitas das brigas entre Michele e Brau. “Tem dias, por exemplo, em que eu tenho show como Brau e como Priscila. Começo com barba, tiro a barba, passo duas horas montando a Priscila. Sem contar as cenas que são só eu e ela”, diverte-se o ator. Ela, no entanto, não é a única novidade, Cacau Protásio e Lellêzinha entram na trama como Carmo e Yasmin, irmã e sobrinha de Lima, vivido por Luís Miranda. “Ela é uma mulher guerreira, que reconhece o talento da filha, mas não acredita que ela possa prosperar como artista”, antecipa Cacau.

Além das mudanças estruturais e no roteiro de “Mister Brau”, o elenco também mudou de ares para gravar as sequências da quarta temporada. Lázaro, Taís e Luís foram para Luanda, na África, gravar as cenas finais. Perdido com o sucesso da mulher, o cantor decide viajar para se reconectar às suas origens. “É bacana mostrar que Angola é muito mais do que o pouquinho que a gente sabe no Brasil. Todo mundo conhecia a série, foi difícil até ter a dimensão disso. Tivemos de registrar para o resto do elenco ter noção de como foi”, lembra Lázaro. Apesar da importância da visita para o contexto da série, para os personagens e também para os atores envolvidos, as sequências só aparecerão no último capítulo. “Cerca de 20 artistas, todos de estilos diferentes entre si, se juntaram para fazer um show para o povo com a gente”, sintetiza Jorge Furtado.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS