DIA INTERNACIONAL DA DANÇA

1º Dança Odylo homenageia 32 profissionais de dança do estado

Serão homenageados em São Luís 32 profissionais que contribuíram para fortalecimento e a profissionalização de muitos bailarinos e coreógrafos que trabalham tanto na capital maranhense, quanto em outros estados

Foto: Reprodução

Em comemoração ao Dia Internacional da Dança, celebrado no dia 29 de abril, o Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, através do Teatro Alcione Nazaré, realiza hoje, o 1º Dança Odylo, com uma vasta programação artística, contemplando diversos estilos de dança, assim como bailarinos, escolas e grupos profissionais.

Serão homenageados em São Luís 32 profissionais que, por meio da dança, contribuíram para o fortalecimento e a profissionalização de muitos bailarinos e coreógrafos que trabalham tanto na capital maranhense, quanto em outros estados e até mesmo fora do Brasil. Entre os homenageados, estão: Abelardo Telles, Ana Cristina Dourado, Ana Duarte, Anette Leporq, Antonio Gaspar, Bruna Gaglianone, Cláudio Adão, Cléo Junior, Debora Buhatem, Eliane Propp, Erivelto Viana, Fran Mello, Geraldo Lafont, Gil Sodré, Hélio Martins, José Menezes, Júlia Emilia, Lenimara Motta, Lucia Virgilio, Luzia Aureliano, Mano Braga, Marcelo Grangeiro, Milliane Moreira, Myriam Marques, Olinda Saul, Regina Telles, Reynaldo Faray, Rubem Soares, Sandra Oka, Solange Costa, Tânia Ribeiro e Waldeci Vale.

Para Abelardo Teles, diretor do Teatro Alcione Nazaré, que tem 25 anos de dança e é um dos coordenadores do 1º Dança Odylo, a data é uma forma de celebrar e homenagear as personalidades maranhenses que são referências na dança dentro e fora do estado. “O Dia Internacional da Dança é no dia 29 de abril e resolvemos antecipar as comemorações para hoje com uma grande celebração homenageando diversos profissionais que fomentam o movimento da dança, com a presença de bailarinos de grandes companhias e grupos de dança do Maranhão”, explicou Abelardo Teles.

Durante a homenagem, o ator e performer Uimar Jr. fará uma participação especial com uma performance intitulada:“O que é arte?”. De acordo com o artista, que sempre usou o seu corpo para expressar a arte com temas polêmicos, a ideia de sua apresentação servirá para provocar uma reflexão nos artistas sobre o que significa a arte para ele. “Estarei literalmente cheio de perguntas, como, por exemplo: O que é arte? Para que serve a sua arte? Você faz arte por hobby? A sua arte lhe sustenta? Você faz arte para aparecer? Que são questionamentos constantes de quem vive da arte em si. É uma maneira também de chamar a atenção das pessoas para a questão do artista, que é um profissional assim como qualquer outra pessoa, seja ela um médico, advogado, cozinheiro, policial ou juiz. As pessoas têm que respeitar o artista, contratá-lo e pagá-lo, pois artista também têm contas e compromissos”, explicou Uimar Jr.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS