RECONHECIMENTO

Professor do IFMA conquista prêmio Internacional nos EUA

O professor Samuel Figueiras receberá o prêmio, entre os dias 11 e 15 de março, durante um congresso na cidade de Phoenix, no Estado do Arizona (EUA).

Professor Samuel Figueiras. (Foto: Reprodução)

O pesquisador maranhense Samuel Filgueiras venceu o prêmio “Henry deWitt Smith Scholarship Award” 2018, do American Institute of Mining, Metallurgical, and Petroleum Engineers (AIME). O principal objetivo do prêmio é promover as indústrias de mineração, reconhecendo os mais destacados doutorandos dos departamentos de mineração, metalurgia e petróleo de faculdades e universidades que conferem títulos em engenharia de minas, metalurgia e materiais no Canadá, Estados Unidos e México. Samuel Filgueiras é professor do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) e está concluindo o doutorado em Engenharia de Materiais na McGill University, em Montreal, no Canadá. Ele vai receber o prêmio, entre os dias 11 e 15 de março, durante um congresso na cidade de Phoenix, no Estado do Arizona (EUA).

Os critérios de avaliação do prêmio são: o coeficiente de rendimento do candidato durante a pós-graduação; a experiência educacional com desenvolvimento de projetos na área; os planos para carreira profissional; a experiência em liderança; o envolvimento com a comunidade científica local, além do desempenho em resultados científicos que possam contribuir com avanços tecnológicos às indústrias de mineração, metalurgia e petróleo. “Este prêmio é resultado de trabalhos realizados em equipe. Tenho um grupo de pesquisa muito unido aqui na McGill (Canadá) e no IFMA, onde existem ajudas mútuas. Apesar de estar afastado para o doutorado, sempre trabalhei em conjunto com o grupo de processamento termomecânico do IFMA. Durantes estes anos, mesmo longe, conseguimos publicar importantes resultados científicos em revistas de alto fator de impacto na nossa área”, comemora o docente, que está desenvolvendo uma pesquisa sobre processamento termodinâmico de ligas mecânicas.

Três cartas de recomendações foram necessárias para a consolidação deste prêmio. Conforme o pesquisador Samuel, estas cartas foram o reforço extra para ficar entre os ganhadores. “Agradeço ao meu orientador de doutorado da McGill, professor John Jonas; ao professor Gedeon Silva Reis, do IFMA, que foi meu orientador no mestrado do PPGEM, e à professora Regina Célia, da UFMA, que me orientou durante a minha graduação. Sinto-me honrado por ser reconhecido por estes profissionais, que não mediram esforços para me recomendar a receber este tão importante prêmio”. Adicionalmente, a AIME concedeu ao professor Samuel Rodrigues uma assistência financeira para que ele possa ir até a cidade de Phoenix, no estado do Arizona (EUA), neste mês, durante o congresso da TMS2018, onde ele vai receber o prêmio e apresentar um trabalho fruto de sua pesquisa doutoral.

Reconhecimento internacional

Além deste prêmio, o professor Samuel também foi reconhecido no ano passado pelo Departamento de Engenharia de Materiais da McGill University com o Prêmio Yearly Achievement (realização anual), com um valor monetário acompanhado de um certificado, por seu excelente desempenho e contribuição com aquele departamento. Este segundo reconhecimento foi dado em razão do número de publicações científicas e apresentação em congressos locais e internacionais. Neste ano, ele foi recomendado por seu orientador a concorrer a medalhas de ouro, prata e bronze do departamento. Essa premiação é concedida após avaliação da performance geral do doutorando durante toda a estada na universidade e leva em consideração a quantidade de artigos publicados como primeiro autor e coautor em revistas científicas indexadas, artigos em anais de congressos e apresentações, contribuição como professor assistente no departamento, e serviços voluntários prestados ao departamento e à universidade.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS