IMPERATRIZ

Teatro Ferreira Gullar será reformado no próximo mês

A reforma vai ampliar a capacidade de público para 300 lugares e dar acesso aos portadores de deficiências, além de modernizar toda estrutura

Foto: Reprodução

O Teatro Ferreira Gullar, da cidade de Imperatriz, será reformado e recuperado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. O antigo pedido da classe artística e do público da região deu mais um passo para ser concretizado nesta semana, quando uma solenidade reuniu representantes do poder público, empresários e artistas para lançar o projeto de reforma.

“Foi um diálogo não só para falar do projeto, mas também para fazer o chamamento dos empresários para que participem dessa e de outras iniciativas por meio da Lei Estadual de Incentivo”, conta Caroline Veloso, secretária adjunta de Cultura Incentivada da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), do Governo do Maranhão. Com a Lei de Incentivo, empresários destinam parte dos tributos para projetos culturais. Ou seja, o Governo do Maranhão abre mão de parte dos tributos para incentivar a cultura. A Sectur faz a intermediação entre o patrocinador e objeto do incentivo – que, neste caso, é o Teatro Ferreira Gullar.

A reforma dará 140 lugares a mais

A reforma do teatro vai incluir a infraestrutura em geral, incluindo o palco e o camarim, espaços que estão em condições mais precárias. Hoje o teatro tem capacidade para 160 espectadores e não dispõe de acesso para pessoas com deficiência.

“Encontra-se em estado de deterioração total, pois a última reforma data de mais de 15 anos. Essa reforma vai ampliar a capacidade de público para 300 lugares e dar acesso aos portadores de deficiências, além de modernizar toda estrutura. É uma reforma para deixar o teatro à altura da majestade da cidade de Imperatriz”, conta Núbia Ângela Carvalho, presidente da Fundação Rio Tocantins – Memorial do Pescador – empresa elaboradora do projeto e captadora do recurso.

São três fases de obras, orçadas em R$ 900 mil no total. A primeira etapa foi garantida com patrocínio de R$ 350 mil da Cemar (Companhia Energética do Maranhão S.A.), via Lei de Incentivo. O projeto de reforma foi encaminhado em 2016. Em 2017, a proposta foi aprovada. A previsão é que em março comecem as obras da primeira etapa.

Para levantar o restante do orçamento, é necessária a adesão de mais empresários. Por isso, a secretária adjunta da Sectur, Caroline Veloso, reforçou o chamamento para a classe empresarial participar do fomento cultural por meio da Lei Estadual de Incentivo.

“Essa reforma e ampliação é o sonho da classe artística de Imperatriz. A Lei de Incentivo tem sido uma grande aliada no processo de construção da Cultura. E, graças a este mecanismo, começamos a realizar esse sonho de reformar o teatro”, concorda Núbia.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS