CULTURA

Cine Praia Grande exibe A Volta do Capitão Gancho

Filme está na grade de programação do Cine Praia Grande, ao lado de outros grandes nomes do cinema internacional de variados gêneros cinematográficos

Fica em cartaz até amanhã o filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (França), comédia romântica de Guillaume Laurant e direção de Jean-Pierre Jeunet, no Cine Praia Grande. O filme é de 2001, mas ainda hoje toca a alma do expectador ao mostrar diálogos sensíveis e profundos. Além desse clássico do cinema francês, outros obras de humor, suspense, drama e infantil estão em cartaz.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é sobre pessoas comuns que desejam realizar seus sonhos. O início de tudo é bastante conturbado: o nascimento de Amélie (Audrey Tautou), o suicídio de sua mãe em frente a uma igreja, o fetiche de seu pai por um gnomo de jardim e o diagnóstico errado de um problema em seu coração.
Amélie (Audrey Tautou) cresce isolada das outras crianças. Depois de adulta, começa a trabalhar como garçonete em um restaurante parisiense em Montmartre. Certo dia, encontra uma caixinha de brinquedos antigos pertencentes ao ex-morador de seu apartamento Dominique (Maurice Bénichou) e decide procurá-lo para devolvê-la, anonimamente. Ao presenciar a emoção que sente o homem ao reaver seus objetos de infância, Amelie remodela sua visão de mundo, passando a realizar pequenos gestos a fim de ajudar e tornar mais felizes as pessoas ao seu redor. Para quem já assistiu ao filme, ótimo. Para quem ainda não, se for acompanhado, vai ser irresistível sair da sala de exibição sem um abraço. O filme está sendo exibido todos os dias às 16h.

O suspense Corra! (EUA, de Jordan Peele; com Daniel Kaluuya, Allison Williams e Catherine Keener) estreou no ano passado e foi indicado a quatro Oscars: o de Melhor Filme, Melhor Diretor (Jordan Peele), Melhor Ator (Daniel Kaluuya) e Melhor Roteiro Original.

Corra! faturou mais de US$ 250 milhões de bilheteria no mundo todo e ganhou atenção destacada da crítica em 2017. Estreou tanto em cinemas de arte, quanto em salas multiplex, nos shoppings, onde foi propagandeado como um filme de terror. O filme, entretanto, lida com o racismo aprofundado no contexto americano. A visão do drama/suspense racial/thriller como comédia foi contestada nas redes sociais por espectadores.

Chris (Daniel Kaluuya) é um jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada branca e rica Rose (Allison Williams). O casal jovem e feliz está em viagem para que o rapaz conheça os pais da moça no interior. Chris é bem recebido.

A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador. O rapaz se sente desconfortável com os pais de Rose e com o comportamento estranho dos empregados da casa, os únicos negros ali além dele. As sessões são às 20h.

Na sessão infantil, outro filme, lançado há 27 anos, traz Peter (Robin Williams), um homem de meia-idade, em Hook: A Volta do Capitão Gancho (EUA. De Steven Spielberg; com Robin Williams, Dustin Hoffman, Julia Roberts).

Workaholic e sem tempo para a família, Peter é obrigado a confrontar o passado na Terra do Nunca quando. Durante uma visita à casa da sogra, Wendy (Maggie Smith), seus filhos são sequestrados pelo Capitão Gancho (Dustin Hoffman). A fada Sininho (Julia Roberts) também retorna e faz o mesmo com Peter, que não lembra de nada da sua infância, nem dos Garotos Perdidos. Fato que leva os menores a ficarem desconfiados sobre Peter ser o Pan deles. Logo o protagonista se vê obrigado a reconquistar a confiança de seus seguidores para conseguir livrar a família de uma enrascada.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS