MÚSICA

São Luís encerra a 8ª edição do Lençóis Jazz & Blues Festival

Com a Praça Maria Aragão lotada, o festival comprovou o sucesso da edição 2016

A 8ª edição do Lençóis Jazz & Blues Festival, que encerrou-se nesse sábado (13), com recorde de público, em oito anos de festival: foram cerca de 18 mil pessoas que passaram pelo evento, nos dois circuitos – Barreirinhas e São Luís.
Com a Praça Maria Aragão lotada, o festival comprovou o sucesso da edição 2016 com grandes nomes da música passando pelo Maranhão. Encerrando o festival, a norte-americana Whitney Shay e o paulista Igor Prado & Band, fizeram uma viagem pela música dos anos 1960 e 1970, com repertório cheio de jazz, rock e, é claro, muito blues.
Whitney Shay, que canta desde os três anos, mostrou aos maranhenses toda a sua larga experiência dos palcos estadunidenses. Em São Luís, a artista conquistou o público pelo carisma, versatilidade e, também, pelo alcance vocal impressionante, que rendeu grandes momentos ao lado do brasileiro Igor Prado, como em “Big Fat Mama”, “I Believe”, “Little Bird” e “Shake It Baby”.
Apresentaram-se também nesse sábado, Gilson Peranzetta e Trio. Considerado um dos nomes brasileiros de maior reconhecimento no país e no exterior, Peranzetta, acompanhado de Rômulo Gomes no baixo e João Cortez na bateria, provou para o público de São Luís porque é considerado um artista completo – ele é pianista, compositor, produtor, maestro e arranjador.
No palco do festival, o músico referenciou ícones da música brasileira, como Luiz Gonzaga em “Asa Branca”, João Bosco e Aldir Blanc em “Bala com Bala” e Edu Lobo com a primorosa “Casa Forte”. O show, contudo, não deixou de fora o repertório autoral do artista, com versões empolgantes de “Nós, as crianças”, “Paisagem Brasileira” e “Um Chorinho Pro Zé Américo”, uma composição em homenagem ao premiado músico maranhense e amigo de Peranzetta, Zé Américo.
Pela segunda vez na história do festival – ele se apresentou em 2011, no Circuito Barreirinhas –, Peranzetta comemorou mais uma edição de sucesso do evento. “Estou impressionado com a história do festival. As pessoas estão tomando gosto pela música apresentada aqui”, disse. 

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS