Questão

Mas de quem é mesmo a Amazônia

Querem ver a Amazônia transformada em pastagens, garimpos e índios transformados em mão de obra escrava, ou simplesmente exterminados.

De quem é a Amazônia? Essa indagação corre o mundo desde quando o Brasil é Brasil. Os países civilizados veem o meio ambiente como única forma de salvar o planeta de uma cataclisma e consideram a Amazônia o pulmão do mundo. Já o agronegócio, as mineradoras e as multinacionais de vários ramos nunca estiveram tão pertos de acabar com o tal ufanismo de pulmão do mundo. Querem ver a Amazônia transformada em pastagens, garimpos e índios transformados em mão de obra escrava, ou simplesmente exterminados. Agora, mais do que nunca, a Amazônia entrou no centro do debate sobre sua preservação, por autoridades que a querem escancarar essa grandeza universal à exploração de seus recursos naturais, como os rios, as florestas, seus minerais e seus povos. Na primeira viagem à Amazônia Legal, na qual mais de 60% do Maranhão está dentro, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, visitou a Terra Indígena Utiariti, no noroeste de Mato Grosso. Longe das vistas de Salles, a Amazônia esconde ONGs, espionagem, garimpos clandestinos, madeireiros, contrabandistas e, principalmente, sua riqueza incalculável.

Lá, os produtores rurais brancos plantam soja e milho transgênicos mediante o pagamento de uma porcentagem da safra à etnia pareci, segundo investigação do Ibama realizada no ano passado. A ministra da agricultura achou “massa” os parecis terem plantado 18 mil hectares para a safra 2018/19, graças a um suposto acordo celebrado entre Ministério Público Federal, Ibama e Funai. O ministro do Meio Ambiente chegou a atacar a memória de Chico Mendes, símbolo da luta pela preservação da Amazônia.

A jornalista Míriam Leitão entrou duro no debate. Disse que o ataque de Ricardo Salles a Chico Mendes “revela sobre seu caráter”. E acrescentou: “Chico foi assassinado em 1988, não está aqui para se defender. E Salles é um completo estrangeiro na questão ambiental, enquanto Chico Mendes defendeu a Amazônia com a própria vida”. Não foi sem motivo que o ex-vice-presidente americano Al Gore disse em 1989 que, “ao contrário do que os brasileiros acreditam, a Amazônia não é propriedade deles, ela pertence a todos nós”.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS