Foi preso na tarde desta quarta-feira, 24, o oitavo e último membro de uma quadrilha que dava golpes pelo aplicativo WhatsApp utilizando os números de telefone de políticos. O homem, identificado como Rudson Januario Serra, foi apreendido no condomínio Ecospace II, no bairro do Anil.

A ação foi realizada pela Polícia Civil do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). As primeiras prisões foram efetuadas no dia 17 de julho durante a Operação Swindle, que contou também com a Polícia Federal (PF). Na ocasião, o mandante da quadrilha, Leonel Silva Pires Junior, foi preso em um condomínio de luxo no Parque Shalom.

Leia também: Confira dicas de como evitar a clonagem do WhatsApp

Entre os outros presos, estão Erick Raphael Reis Texeira (vulgo “Civi”), Ivanilde Nogueira Amaral, Eloah Christina Araújo Machado, Marksuel Pereira de Sousa, Ana Lucia Miranda Rocha e Thatielle Cristina Cordeiro Silva. Rudson Januario foi encaminhado à sede da Seic, no Bairro de Fátima, onde foi interrogado, e em seguida levado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Relembre o caso:

Deputados são vítimas de crime virtual

PF e Seic deflagram Operação para combater golpes via WhatsApp no Maranhão