CORONAVÍRUS

No Maranhão

1869
1987
293
16
SAÚDE

Dois passageiros do Diamond Princess morrem devido ao novo coronavírus

São as duas primeiras mortes entre os ocupantes do navio

Um ônibus chega ao navio de cruzeiro Diamond Princess, onde dezenas de passageiros foram testados positivos para o coronavírus, no terminal de cruzeiros do cais de Daikoku, em Yokohama, sul de Tóquio, Japão, em 16 de fevereiro de 2020. REUTERS / Issei Kato © REUTERS / Issei Kato/Direitos Reservados

Autoridades do governo japonês informaram que dois passageiros do navio Diamond Princess morreram em decorrência do novo coronavírus. São as duas primeiras mortes entre os ocupantes da embarcação.

Os passageiros que morreram eram um homem e uma mulher, ambos na faixa de 80 anos de idade.

Com isso, o total de mortes no Japão chegou a três. A primeira vítima do vírus no país morreu na quinta-feira da semana passada (13).

O navio de cruzeiro Diamond Princess está ancorado no Porto de Yokohama, próximo a Tóquio. Os passageiros estão em quarentena desde o último dia 5, determinada pelo governo japonês por causa do surto do novo coronavírus.

Novos desembarques do navio

O segundo grupo de passageiros do navio Diamond Princess, afetado pelo novo coronavírus, deixará a embarcação nesta quinta-feira (20). A infecção foi confirmada em 621 passageiros e tripulantes.

Segundo o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão, pessoas que testaram negativo para o vírus e não apresentam sintomas estão recebendo permissão para desembarcar desde ontem, após um período de quarentena de 14 dias.

A pasta informou que 443 pessoas deixaram a embarcação, sendo que 90% delas são japonesas. Disse ainda que aproximadamente mais 50 pessoas devem desembarcar hoje e que metade delas não é japonesa. Espera-se que a maioria dos passageiros desembarque do Diamond Princess até esta  sexta (21).

O Ministério da Saúde pede que qualquer um que tenha testado negativo, mas compartilhado uma cabine com algum passageiro infectado, permaneça a bordo do navio por mais 14 dias, a partir do momento da separação de um do outro.

Autoridades da pasta planejam telefonar por vários dias para aqueles que voltaram para casa, com o objetivo de checar o estado de saúde deles.

As autoridades discutirão a adoção de medidas para a tripulação com a empresa operadora do Diamond Princess. Elas disseram que os tripulantes que desejarem desembarcar poderão ter permissão para isso.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias

Opine! Ministério da Saúde sugere que governos optem por isolamento seletivo em cidades com menos risco de contágio. Você concorda?

Total de votos: 12197