CORONAVÍRUS

No Maranhão

4491
166580
157198
3632
DISTRITO FEDERAL

VÍDEO | Policial à paisana agride motoboy em condomínio

Em nota oficial, a PM explica que o síndico e o porteiro do condomínio solicitaram a ajuda do policial

Reprodução

Um entregador de aplicativo, de 21 anos, foi agredido por um policial militar armado na noite deste domingo (20), em frente a um condomínio na QI 12 de Taguatinga Norte, no Distrito Federal. A discussão ocorreu após o motoboy se negar a retirar a moto da frente do prédio.

O militar é morador do prédio e não estava a serviço no momento. Nas imagens, o policial reclama que a moto está parada na frente da guarita do condomínio. “Aqui é uma área particular”, diz o homem ao motoboy. Em outro momento do vídeo, o policial o instiga o rapaz a “cair para dentro”, para uma possível briga. 

Veja o vídeo:

Em outro registro, o PM agride o motoboy após a vítima tentar filmá-lo. Então, o militar se aproxima do motorista e o empurra para frente. Em seguida saca uma arma do bolso da bermuda. “Tira essa moto daqui”, ordena.

O motoboy se recusa e diz que “não é nenhum cachorro”. Em filmagem feita pelo motoboy, ele relata que foi entregar uma encomenda, mas que estava sendo ofendido. “A portaria desse prédio está me tratando mal. O policial alí (aponta para o PM) chegou me batendo, arrastando um revólver e dizendo que eu era um bosta, que eu sou um lixo”, relata. 

Em nota oficial, a PM explica que o síndico e o porteiro do condomínio solicitaram a ajuda do policial, “devido a atitude agressiva e suspeita de um homem que, segundo eles, estava com um volume na cintura em frente ao prédio. Tratava-se de um entregador que já havia finalizado seu serviço e se recusava a ir embora e retirar sua motocicleta da entrada do edifício, local impróprio para estacionamento”.

A nota ainda informa que na delegacia, “foi constatado que o entregador possui várias passagens pela polícia, entre elas, porte ilegal de arma de fogo, receptação, desacato, entre outras. A PMDF vai analisar as imagens para verificar e apurar qualquer excesso”.

A ocorrência foi registrada na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) pelo próprio PM. O motociclista também prestou depoimento na delegacia. Foram ouvidas testemunhas e os envolvidos seguiram para o Instituto de Medicina Legal (IML). 

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Checamos
Polícia
Mais Notícias