paralisação

Contra privatização, funcionários dos Correios anunciam greve

A paralisação não tem data para terminar

Divulgação

Funcionários dos Correios decretaram, na noite dessa terça-feira, 10, greve em todo o Brasil. A decisão foi tomada em assembleias dos trabalhadores que são contra a privatização da Estatal, prevista pelo ministro da Economia Paulo Guedes, e também contra a direção dos Correios, que decidiu não negociar acordo coletivo com a categoria. A paralisação não tem data para terminar.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos do Maranhão (SINTECT-MA) também parou suas atividades e deflagrou greve geral em todo o estado, durante uma assembleia realizada na sede do sindicato, ontem a noite, 10.

O secretário-geral da SINTECT, Márcio Martins, falou na assembleia com os trabalhadores sobre a importância da união da categoria na manutenção dos direitos e benefícios Além de 11/09/2019 Trabalhadores dos Correios deflagram greve geral no Maranhão

Na assembleia com os trabalhadores dos Correios, a categoria abordou sobre a importância da união da categoria, além de cobrarem melhorias nas condições de trabalho e reajuste salarial.

Os profissionais estarão reunidos nesta quarta-feira, 11, no auditório do Sindicato dos Bancários, localizado na Rua do Sol, região central da cidade.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias