MONTEVIDÉU

Exames confirmam que presidente do Uruguai tem tumor maligno

O tratamento que será realizado será definido após o resultado dos estudos ainda em curso.

Reprodução

Foi confirmado na tarde de hoje (23), que o presidente da República do Uruguai, Tabaré Vazquez, está com um tumor maligno no pulmão. No início desta semana, Vázquez havia convocado uma coletiva de imprensa para informar que, em um exame de rotina, havia sido detectado um nódulo no pulmão direito.

A nota divulgada nesta tarde informa que ademais, o presidente está em excelente estado de saúde. Segundo o médico oncólogista responsável pelo exame, Mauricio Cuello, o tratamento que será realizado será definido após o resultado dos estudos ainda em curso.

Vázquez acabou de passar por uma tragédia, a perda de sua esposa María Auxiliadora Delgado, que faleceu de infarto no dia 314 de julho. Eles estavam casados há mais de 50 anos. Vázquez tem 79 anos.

O câncer marcou profundamente a vida de Vázquez. Na década de 1960, ele perdeu a mãe, o pai e a irmã, todos vítimas da doença. Apesar de já ter sido fumante, Vázquez não fumava há mais de 50 anos. E, após ter deixado o hábito, se tornou um crítico atroz do tabaco. No primeiro mandato como presidente, em 2008, aprovou a lei que proíbe o fumo em locais fechados e impõe restrições severas à publicidade de cigarros.

Vázquez publicou um livro em 2011, intitulado Crônicas de um mal amigo, em que aborda a doença. “É um flagelo da humanidade que chega sem ser chamado, fica sem ser convidado e se desenvolve em organismos sem primeiro levantar suspeitas sobre suas intenções. Um belo dia – melhor dito, um dia ruim – é apresentado em cena no que constitui o último ato de uma longa representação biológica, que passou em silêncio, talvez por muito tempo e que se não diagnosticada em tempo hábil e tratada adequadamente, ele acaba destruindo quem lhe deu abrigo”, escreveu Vázquez sobre o câncer.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias