HOMENAGEM

Bombeiros do Maranhão que estiveram em Brumadinho serão condecorados

A equipe maranhense enviada para auxiliar no resgate de vítima após o rompimento da barragem na cidade mineira será homenageada nesta segunda-feira, 18

Foto: CBMMA

Os Bombeiros do Maranhão que integraram a missão de resgate na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, após o rompimento da barragem, serão condecorados na tarde desta segunda-feira (18) em São Luís. A cerimônia de homenagem acontecerá às 15h no Auditório do Palácio Henrique de La Roque, na Av. Jerônimo de Albuquerque.

Os 13 ‘heróis’ que compuseram o time maranhense enviado à cidade mineira serão honrados com a mais alta comenda do Estado, a medalha da ordem dos Timbiras a todos da equipe maranhense.

Veja Também

Inicialmente, a equipe foi comandada pelo Major Patrício e composta por apenas sete militares. No dia 28 de janeiro iniciou o trabalho árduo na cidade, chegando a ser reconhecida a nível nacional durante a cobertura jornalística do resgate.Posteriormente, mais mais seis bombeiros do Maranhão foram enviados para compor a missão.

“A fadiga é grande, a resistência física também, mas a solidariedade é o que faz a gente continuar com o trabalho” — Major Patrício.

“Me sinto honrada em participar dessa missão, fomos enviados até aqui porque as autoridades acreditam no nosso trabalho, sabemos que podemos fazer algo e estamos nos empenhando ao máximo para isso”, relatou a cabo Brenda, enquanto estava no local.

Foto: GloboPlay

A tragédia

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais atualizou para 169 o número de mortes em decorrência do rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho. Todos os óbitos já foram identificados.

A tragédia na mina Córrego do Feijão, nos arredores da capital Belo Horizonte, deixou ainda 141 pessoas desaparecidas – entre funcionários da mineradora, terceirizados que prestavam serviços à Vale e membros da comunidade.

Desde o início das buscas, foram localizadas 393 pessoas, das quais 224 da “lista da Vale” e 169 da comunidade. Não há mais hospitalizados, segundo o balanço atualizado pela Defesa Civil. As buscas seguem.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS