Coroadinho

Seis pessoas são presas por torturar e enterrar uma pessoa viva

Operação integrada da polícia maranhense prende membros de facção criminosa no bairro Coroadinho, suspeitos de tortura e homicídio

Operação deflagrada pela Polícia Civil de São Luís culminou na prisão de um grupo criminoso suspeito de participação na execução de uma pessoa em dezembro de 2017, na região do Coroadinho, em São Luís.

A vítima do bárbaro crime foi Marcos Vinícius Dias, de 23 anos. O jovem teria, por engano, entrado em uma área dominada por facção criminosa diferente da dele.

Marcos Vinícius foi agarrado pelos suspeitos, enterrado vivo até o pescoço e esfaqueado várias vezes.

Na manhã desta quinta-feira (8), seis pessoas foram detidas por envolvimento no caso.

A operação contou com a participação de policiais do GSA, Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), 10º DP, 1º BPM e seccional sul. Os presos foram encaminhados à SHPP e 10º DP.

Achado de cadáver
O corpo de Marcos Vinúcuis foi encontrado nas proximidades do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA). A vítima enterrado em cova rasa no mês de dezembro de 2017.

Ele foi torturado e enterrado vivo até o pescoço. O crime foi praticado na Vila dos Nobres, área do Coroadinho, nas proximidades da Reserva do Batatã, que pertence à Caema.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS