LATROCÍNIO

Preso acusado da morte de um líder do MST

A motocicleta Honda Bros roubada da vítima ainda não apareceu

Continua preso na cidade de Imperatriz um dos acusados de envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) de que foi vítima o líder do Movimento dos Sem Terra (MST), Luís dos Santos Silva, o ‘Luís Preto’, crime ocorrido no último sábado, na Vila Conceição II.

O acusado preso foi identificado por Antônio de Sousa Santos, 19 anos, morador do povoado Petrolina. Com Antônio Santos, que era lavrador e trabalhava com o pai, foi preso o homem identificado apenas por Leonildo, que é acusado de ter comprado o celular da vítima, o qual foi vendido por Antônio Santos por R$ 400.

O outro acusado de envolvimento no crime, identificado por Paulo, e que foi quem atirou em ‘Luís Preto’, está sendo procurado pela polícia. Antônio Santos e Paulo já estão com prisão preventiva decretada. A motocicleta Honda Bros roubada da vítima ainda não apareceu e pode ainda estar em poder de Paulo, que pode tê-la usado para a fuga.

Segundo o delegado Ozéas, ‘Luís Preto’ não morreu com o tiro que foi desferido por Paulo. Os dois acusados, usando de muita crueldade, acabaram de matá-lo a pedradas, o que deixou a cabeça e o rosto mutilados. Com informações de ‘O Progresso’.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS