Em 2018

20 mil vagas abertas em concursos federais no país

No próximo ano entra com expectativa de 40 concursos federais. São mais de 20 mil vagas deverão ser disponibilizadas em certames que já tiveram solicitação enviada para o Ministério do Planejamento

Os últimos anos configuraram cenário pouco promissor para quem se dedicou aos estudos para concursos públicos, mas, isso deve mudar a partir de 2018. Somente na esfera federal, são previstos nada menos que 40 certames, todos já solicitados para o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG).

Alguns deles têm realização urgente em razão do déficit de servidores apresentados por seus respectivos órgãos. Dentre eles, podemos citar a Receita Federal, a Polícia Federal (PF) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cujos sindicatos já pediram urgência na autorização das vagas solicitadas junto ao MPDG.

Abaixo, segue o resumo dos concursos previstos, contendo quantitativo de vagas e cargos esperados. Vale lembrar que a lista contém, apenas, os certames para provimento de vagas nos órgãos ligados ao Poder Executivo. No entanto, são esperadas mais de 3 mil vagas nos poderes Judiciário e Legislativo, como os Tribunais Regionais Federais de todo o país.

Ibama: esperadas 1.630 oportunidades distribuídas entre as carreiras de analista (ambiental e administrativo) e cargos que tenham posições vagas, como o de técnico administrativo.

Ministério do Meio Ambiente (MMA): previstas 158 vagas nos cargos de analista ambiental e agente administrativo, exigindo níveis superior e médio, respectivamente.

Jardim Botânico: o pedido contendo 58 oportunidades já foi encaminhado, contendo atendimento aos cargos de técnico, assistente de pesquisa, analista de ciência e tecnologia, tecnologista e pesquisador.

Ministério da Cultura (MINC): a previsão é de que sejam ofertadas 102 vagas para cargos de níveis médio e superior.

Ministério da Educação (MEC): foram solicitadas 688 oportunidades em cargos de níveis médio e superior, cujo pedido ainda aguarda aprovação.

Funarte: pedido com 200 vagas inclui vagas em cargos de níveis médio e superior, como assistente administrativo.

Instituto Brasília Ambiental (Ibram): o pedido contém 306 vagas, incluindo, oportunidades para o cargo de assistente técnico.

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel): a agência pede abertura de concurso com 148 oportunidades distribuídas entre os cargos de técnico, especialista e analista.

Agência Nacional de Águas (ANA): com iniciais de até R$13 mil, a agência pretende lançar certame com 88 vagas para níveis médio e superior.

Biblioteca Nacional: foram solicitadas 132 oportunidades em cargos de níveis médio e superior.

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT): solicitadas 720 vagas distribuídas entre cargos de níveis médio e superior, com iniciais de até R$18 mil.

Ancine: as 15 oportunidades solicitadas contemplariam cargos de níveis médio e superior, como técnico administrativo.

Anvisa: a agência de regulação pede abertura de 697 oportunidades nas carreiras de especialista, analista e técnico em diferentes especialidades.

Ministério de Minas e Energia (MME): o ministério pede a abertura de 145 oportunidades e aguarda autorização.

Casa de Rui Barbosa: a fundação pede a abertura de 28 vagas para tecnologista e pesquisador.

Iphan: a expectativa é de que sejam lançadas 516 oportunidades em cargos de níveis médio e superior.

Ministério dos Esportes: ainda não foi divulgado o quantitativo de vagas pretendidas, mas, estas devem contemplar cargos de níveis médio e superior.

Hospital das Forças Armadas: previstas 150 vagas para níveis médio e superior.

ICMBio: o pedido enviado ao MPDG contém 1.132 vagas distribuídas entre as carreiras de técnico e analista em diferentes especialidades.

Marinha: a corporação pretende lançar o mínimo de 300 oportunidades em certames de 2018.

Fundação Palmares: as 65 vagas previstas devem contemplar a carreira de analista técnico administrativo.

Funai: ainda não foi divulgado o quantitativo oficial de vagas, mas, notícias dão conta de que o pedido recebeu importantes movimentações junto ao MPDG.

Funasa: o edital contendo as prováveis 459 oportunidades está em análise e deve trazer oportunidades em cargos de níveis médio e superior.

Comissão de Valores Imobiliários (CVM): a autarquia pede 128 oportunidades.

Receita Federal: um dos concursos mais aguardados deve trazer 2.083 vagas em carreiras de níveis médio e superior, contendo extrema urgência em sua realização.

Susep: pedido contém 290 vagas para níveis médio e superior, com iniciais de até R$17 mil.

Tesouro Nacional: pedido encaminhado contém 120 vagas para os cargos de auditor e assistente técnico administrativo.

Banco Central: a autarquia pede 990 vagas para técnico e analista, com iniciais de até R$19 mil.

Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI): instituto pede a abertura de 360 vagas em níveis médio e superior.

Inmetro: ainda em análise o pedido contendo 435 vagas para diversos cargos em níveis médio e superior, como assistente técnico e analista.

Ministério da Saúde: não divulgado o quantitativo de vagas a ser ofertado, mas, espera-se que, com o nove certame, seja aliviada a carência apresentada, principalmente, no estado do Rio de Janeiro.

Ministério dos Direitos Humanos (MDH): o pedido com 123 vagas já foi enviado ao MPOG e recebeu movimentações recentes.

Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC): a solicitação traz pedido de 399 oportunidades em cargos de níveis médio e superior, como analista e técnico.

Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen): não divulgado o quantitativo oficial, mas, a expectativa gira em torno de 495 oportunidades em cargos de níveis médio e superior.

Censipam: ainda não foram divulgadas quantas vagas serão disponibilizadas, mas, o edital é aguardado para o ano que vem.

Ministério da Fazenda: outro concurso muito aguardado, o certame para o MF deve trazer 1.312 vagas em cargos de níveis médio e superior.

Ministério do Trabalho (TEM): foram solicitadas 2.595 vagas para cargos de níveis médio e superior, como agente administrativo e contador, com iniciais de até R$19 mil.

Departamento Nacional de Trânsito (Dnit): o órgão deve ofertar 367 oportunidades em nível médio e superior, com remunerações iniciais de até R$10 mil.

Ministério da Justiça: o quantitativo de vagas incluso na solicitação não foi divulgado, no entanto, o edital é esperado para o ano que vem.

SEAD: são esperadas 76 vagas em cargos de níveis médio e superior.

Polícia Rodoviária Federal (PRF): com pedido de urgência sinalizado pelo sindicato da categoria, o certame deve trazer 2.778 oportunidades, com destaque para a carreira de policial rodoviário.

Depen (Departamento Penitenciário Nacional): o certame deverá trazer 1.430 vagas para carreiras de níveis médio e superior, incluindo a de agente federal de execução penal.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS