Homicídio

Mais um flanelinha é assassinado na Avenida Litorânea

Flanelinha é assassinado a facadas após discussão com “colega” de trabalho. A briga entre vítima e suspeito pode ter acontecido por causa de uma mulher, que foi detida pela PM

Mais um crime de homicídio foi registrado na Avenida Litorânea. Essa foi a tercira morte em menos de três meses. O caso desta quinta-feira (7), aconteceu por volta das 8h, após uma discussão entre dois flanelinhas, nas proximidades da Praça do Pescador, na praia de São Marcos. De acordo com informações, o bate-boca entre a vítima e o suspeito do assassinato teria começado após a vítima ter agredido a esposa do agressor.

No meio da discussão, o suspeito desferiu golpes de facas na vítima, que caiu agonizando no meio-fio da Avenida Litorânea.

O suspeito, conhecido como “Caio”, fugiu, e mulher dele, identificada apenas como “Daniele”, chegou a ser capturada no Reviver, Centro Histórico de São Luís. Ela foi detida pela Companhia de Policiamento Turístico (CpTur) e levada ao local do crime. Até o fechamento desta matéria o suspeito ainda não tinha sido identificado.

Esse é o segundo caso de morte de flanelinhas em cerca de um mês. No dia 3 de agosto, após uma briga entre dois guardadores de carros, no mesmo trecho da Avenida Litorânea, um deles morreu após ser esfaqueado.

Esse é o terceiro assassinato na Litorânea. No dia 9 de julho o agente penitenciário Jorge Luís Lobo da Cunha, de 36 anos, foi morto a tiros. O principal suspeito do crime foi detido minutos a execução.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS