Atendimento melhorado

Instalação de Prontuário Eletrônico do Paciente otimiza o atendimento

A ferramenta, também, reforça o controle do atendimento, dos procedimentos, da medicação utilizada e dos exames realizados, no HCM.

O Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), iniciativa pioneira no Maranhão no que se refere à Rede Estadual de Saúde, já funciona, há mais de um ano, no Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES). O PEP reúne todo o histórico do paciente e é uma das funcionalidades do Sistema de Gestão Hospitalar Wareline, que é utilizado no hospital.

Mais de 21 mil prontuários eletrônicos foram criados, no que se refere a números de usuários que foram inseridos no PEP. Os dados são de abril de 2016 a abril de 2017. Ao todo, foram gerados mais de 63 mil atendimentos, uma média mensal de mais de 5.200. Os atendimentos se referem a consultas, internações, cirurgias, sessões de hemodiálise, entre outros serviços.
O PEP reúne todos os dados do atendimento ao paciente, como a prescrição, exames solicitados, cirurgias realizadas, a admissão de cada integrante da equipe multiprofissional, evolução médica, evolução da enfermagem, até o receituário, que é quando o paciente tem alta.
A ferramenta, também, reforça o controle do atendimento, dos procedimentos, da medicação utilizada e dos exames realizados. Além disso, as informações incluídas no sistema ficam disponíveis por décadas, uma segurança tanto para os profissionais envolvidos no atendimento como para os pacientes.
O diretor técnico do HCM, Marko Antônio de Freitas Santos, ressaltou que o PEP possibilita uma melhor assistência ao paciente. “Por meio do sistema, fica mais fácil coletar os dados do paciente, acessar os exames feitos e todo o histórico da internação. Outro fator positivo é que por ser informatizado, não há falhas de compreensão por conta da letra dos profissionais. O principal benefício do prontuário eletrônico é a segurança do paciente”, avaliou o médico.
O coordenador de Tecnologia da Informação (TI), Maksuel Amaral, explicou o alcance das funcionalidades da ferramenta. “Com o PEP é possível obter informações em tempo real sobre o estado do paciente, e toda a equipe consegue acompanhar essa evolução, isso auxilia na tomada de decisões, na qualidade da assistência, beneficiando o paciente”, explicou.
O prontuário eletrônico do paciente colabora para melhoria da assistência. “É muito bom, melhorou o trabalho da equipe em tudo, você consegue acompanhar o paciente, mesmo que esteja em outros andares, também consegue acompanhar os exames pendentes e uma série de outras informações importantes”, disse a enfermeira Cláudia Costa.
A terapeuta ocupacional, Rafaela Trancoso, enfatizou a rapidez de atualização do PEP. “A informação em tempo real melhora o trabalho da equipe e tudo que for criado para facilitar o trabalho é válido e positivo”, avaliou. “A ferramenta trouxe mais praticidade, mais rapidez, ficou mais fácil de acompanhar a evolução do paciente”, completou a fisioterapeuta Alaide Castro.

Prontuário Eletrônico

Entre as funcionalidades do PEP estão os alertas para interação medicamentosa, baseado nas informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pacientes com necessidade de cuidados específicos. “O retorno dos exames, também, é sinalizado por alertas no sistema. O médico faz a solicitação e consegue acompanhar quando o resultado está disponível”, informou Maksuel Amaral.

Para utilizar o PEP, cada integrante da equipe multiprofissional (médico, enfermeiro, técnico em enfermagem, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, odontólogo, nutricionista, psicólogo, assistente social e outros) possui uma senha de acesso, o que garante a segurança da informação prestada e também do sistema.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS