OPORTUNIDADES

Concursos com 1.034 vagas no Ceará

Destinadas a profissionais de níveis médio e superior, chances no concurso da Seas estão distribuídas entre Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte

A Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas), no Ceará, abriu processo seletivo para o preenchimento de 1.034 vagas temporárias, sendo 55 destinadas a pessoas com deficiência. A seleção também formará cadastro reserva.
As ofertas são para trabalhar em Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte. A candidatos com ensino médio, o edital oferece 924 chances como socioeducador. Em nível superior, as oportunidades são para assistente social (48), psicólogo (47) e pedagogo (15).
Todas as funções têm salário de R$ 2.200, mais auxílio-alimentação. Os profissionais contratados por meio do concurso da Seas terão vínculo inicial de doze meses, prorrogável por mais doze.
Inscrições e provas do concurso Seas
As inscrições para o concurso da Seas serão recebidas até 13 de junho, pelo site www.uece.br. As taxas custam R$ 80 (nível médio) e R$ 130 (superior). Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetiva, em 15 e 16 de julho, e de títulos, entre 31 de julho e 2 de agosto.
O concurso da Seas terá validade de um ano, a contar da data de publicação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do órgão, conforme estabelece o edital, disponível para consulta entre os anexos da notícia.

Concurso Seas: principais atribuições do socioeducador
Participar da elaboração dos planos de intervenção para o desenvolvimento da ação socioeducativa personalizada junto aos adolescentes; Participar da elaboração dos diferentes planos de ação realizados na unidade; Recepcionar os adolescentes recém-chegados, efetuando o seu registro, assim como de seus pertences; Providenciar o atendimento às necessidades de higiene, asseio, conforto, repouso e alimentação do adolescente; Zelar pela segurança e bem-estar dos adolescentes, observando-os e acompanhando-os em todos os locais de atividades diurnas e noturnas; Acompanhar os adolescentes nas atividades da rotina diária, orientando-os quanto às normas de conduta, cuidados pessoais e relacionamento com outros internos e funcionários; Relatar no diário de comunicação interna o desenvolvimento da rotina diária, bem como tomar conhecimento dos relatos anteriores; Realizar atividades recreativas, esportivas, culturais, artesanais e artísticas planejadas em conjunto com a área pedagógica; Auxiliar no desenvolvimento das atividades pedagógicas, orientando os adolescentes para que mantenham a ordem, disciplina, respeito e cooperação durante as atividades; Prestar informações ao grupo técnico sobre o andamento dos adolescentes para compor os relatórios e estudos de caso; Acompanhar os adolescentes em seus deslocamentos na comunidade, não descuidando da vigilância e segurança; Inspecionar as instalações físicas da unidade, recolhendo objetos que possam comprometer a segurança; Efetuar rondas periódicas para verificação de portas, janelas e portões, assegurando-se de que estão devidamente fechados e atentando para eventuais anormalidades; entre outras atividades.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS